Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Publicidade
Diogo Arrais Por Língua É professor de língua portuguesa, consultor de empresas, fundador do Arrais Cursos e criador do Canal Mesma Língua no Youtube
Discursos exagerados, no improviso, com a pontuação inadequada e falta da revisão podem sacrificar a audiência conquistada.
Como em todo ambiente, a falta da polidez e a inconsciência quanto à palavra podem gerar ruídos, ambiguidades e péssimos resultados.
Em tempos ainda tão ácidos, ando buscando - cada vez mais - palavras humanas e mensagens sensíveis, porque sei que leitores e ouvintes ficarão gratos.
Muitos palestrantes encontram o fracasso, na comunicação, por apresentarem algo de que duvidam; algo de que não gostam.
O verbo “assistir”, no sentido de ver, exige a preposição "a". No mesmo time da transitividade indireta, joga o verbo  “agradar”, no sentido de satisfazer.
Com o aumento das entrevistas por vídeo no mundo corporativo, é preciso dar muita atenção à imagem pessoal e ao conhecimento  das normas gramaticais
Você tem medo de falar em público? Vai aqui uma técnica milagrosa, no sentido irônico do momento: treinar e treinar.
Alguns termos já são comuns no dia a dia, como "delivery" e "home office". Mas, o uso exagerado de estrangeirismo pode causar uma comunicação confusa.
O professor Diogo Arrais explica que o uso correto do "enquanto" exige a correlação de tempo verbal
Analizar ou analisar? Impresão ou impressão? Confira como nunca mais errar na ortografia desses e de outros termos em português
Professor Diogo Arrais usa reflexão do padre Fábio de Melo para falar sobre comunicação
Professor Diogo Arrais dá exemplos de usos incorretos e corretos ao usar o termo inclusive.
Professor Diogo Arrais explica algumas das mudanças da reforma ortográfica
Está sempre em busca daquele atalho para conseguir resultado mais rápido? Esse é um dos defeitos de quem escreve mal, segundo Diogo Arrais
Erros de português, falta de postura ou de objetividade, o que os líderes podem fazer para acabar com prejuízos na comunicação
Professor Diogo Arrais explica como usar os pronomes relativos e em que prestar atenção para evitar inadequações nas frases
Professor Diogo Arrais mostra como simplificar mensagens nas apresentações e torná-las mais claras
Gramática precisa ser uma ferramenta útil, sem a ideia enferrujada de "certo" ou "errado", escreve o professor Diogo Arrais, em sua coluna semanal
Publicidade