Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Dani Almeida Especialista em comunicação e fundadora da agência Rugido Digital.

Passo a passo para um conteúdo fera nas redes sociais

Não seja escravo do conteúdo: faça com que ele trabalhe para o seu negócio.

Por Dani Almeida 14 mar 2022, 15h57

Preciso te contar uma coisa. Se você acha que o conteúdo fera é aquele que vai te render milhões de seguidores e curtidas, há grandes chances de que você e a sua empresa virem escravos do conteúdo, em vez de fazerem o conteúdo trabalhar pelo seu negócio.

O conteúdo fera é aquele gera autoridade, posicionamento, desejo de consumo e, por fim, vendas de serviços ou produtos para a sua marca. Não aquele que te transforma em celebridade – e, ok, isso até pode acontecer, mas não é o nosso objetivo aqui.

Na coluna anterior, contei os piores erros que vejo na geração de conteúdo digital, seja de pequenos empreendedores, seja multinacionais).

Neste texto aqui, vou te dar o passo a passo pra gerar um conteúdo fera nas redes sociais do seu negócio.

Tenha clareza

Pra quem não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve, concorda? O primeiro passo é ter clareza da sua estratégia comercial.

Como a sua marca pessoa jurídica ou pessoa física deseja se posicionar? Em quais produtos e serviços você tem maior lucro? Quais reforçam o seu posicionamento no mercado? Parece óbvio. Não é. Muitos empreendedores e empresas comunicam serviços e produtos que vendem, mas que não são estratégicos. Onde você focar a energia da sua comunicação, expande. Esse precisa ser seu mantra.

Tenha um mapa

Com essa clareza, o próximo passo é construir um mapa.

Já tentou ir a um churrasco que te convidaram em uma cidade onde você nunca foi, em um endereço que nunca viu, sem usar um aplicativo de GPS, um mapa impresso, guia de ruas ou qualquer coisa do gênero?

Se você respondeu: imagina, não sou maluco(a)… então por que você acha que gerar conteúdo digital é só sair postando? Agora que você já sabe aonde quer chegar, precisa construir um plano de conteúdo.

Esse plano precisa conter alguns tipos de conteúdo pra que a sua rede social não vire um grande panfleto comercial que só vai te fazer perder tempo e rasgar dinheiro.

Bole um mix de conteúdo

Para construir uma imagem e, claro, fazer vendas por meio do conteúdo digital você precisa de alguns tipos de conteúdo.

1 – Conteúdo de conexão. É aquele que vai fazer as pessoas se identificarem com a sua marca pessoal ou empresarial. Aqui entram posts mais pessoais, posts sobre bastidores, posts com colaboradores, posts mostrando seu posicionamento sobre temas específicos, posts inspiracionais etc.

2 – Conteúdo de valor/desejo. Aqui seu produto, serviço ou marca são apenas ferramentas que resolvem os problemas da sua audiência. Conteúdos que mostrem como usar ou como fazer a partir de uma questão da sua audiência. Não é sobre vender a lâmpada, é sobre como iluminar e resolver a escuridão.

Continua após a publicidade

3 – Conteúdo prova social. Sabe aquele ditado “À mulher de César não basta ser honesta, ela deve parecer honesta”? Não adianta você falar o quanto a sua empresa ou você são incríveis. É preciso mostrar e provar pra sua audiência. Por isso, crie conteúdos com depoimentos de clientes, mostre casos de sucesso…

4 – Conteúdo CTA. Eu chamo de conteúdo CTA (do jargão “call to action”, em inglês, ou chamada para ação) aquele que literalmente chama a sua audiência a consumir de você. Claro que existem maneiras elegantes e maneiras menos elegantes de fazer esse tipo de conteúdo. O fato é: quem não oferece… não vende.

Conte com uma equipe ou parceiro

Outro dia ouvi a dona de uma empresa de arquitetura contando que a sobrinha tinha criado um fã clube para uma cantora e que, rapidamente, a página tinha alcançado um número enorme de seguidores.

Mais que prontamente alguém na sala diz a ideia genial: “Nossa e por que você não pede pra ela cuidar das redes sociais da sua empresa?”

O problema é que a estratégia de uma página de fã clube funciona para… uma página de fã clube. Nem tudo que viraliza vende – ou posiciona positivamente.

Pois é, não adianta você entregar esse texto e pedir pro pobre estagiário – que até pode entender a mecânica das redes sociais, mas que não tem obrigação de entender de comunicação – passar a gerar conteúdo pras suas redes.

A verdade é que a comunicação pode lançar a sua marca aos céus como um foguete… ou pode até mesmo enterrar sua marca com a mesma velocidade.

Lembre-se: a única diferença do cancelamento no offline para o cancelamento no online é que no on tudo acontece mais rápido e (pior!) fica registrado não apenas na memória, mas também em prints e vídeos.

Te encontro nas redes!

Rugido Digital

Instagram

LinkedIn

YouTube

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VC S/A! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

App VC S/A para celular e tablet, atualizado mensalmente.


a partir de R$ 12,90/mês