Com Jorge Paulo Lemann, este é o processo seletivo mais difícil do Brasil

Saiba como funciona um dos processos mais rigorosos e disputados do Brasil, o Líderes Estudar, da fundação do bilionário Jorge Paulo Lemann

São Paulo – Três meses seleção, 45 avaliadores experientes e uma fase final cara a cara com o empresário bilionário Jorge Paulo Lemann e os executivos do conselho da Fundação Estudar.

Tentar uma vaga no Líderes Estudar, programa que está com inscrições abertas para bolsas de estudo e apoio financeiro em cursos de graduação e pós-graduação, é uma experiência única, enriquecedora e difícil. Muito difícil.

Com uma concorrência que pode facilmente superar 2 mil candidatos por vaga, não é à toa que a seleção é considerada uma das mais rigorosas dos Brasil.

“A gente busca jovens brasileiros com altíssimo potencial de liderança. Para isso vamos identificar conquistas que eles tiveram no passado e também qual a capacidade de realização para fazer acontecer no futuro”, explica Anamaíra Spaggiari, diretora da Fundação Estudar.

Até 30 de março, podem se candidatar ao Líderes Estudar, jovens que já estejam estudando ou em processo de admissão em faculdades e universidades do Brasil ou estrangeiras. Não há um número fechado de vagas. O apoio vai além de uma bolsa de estudo: o selecionado monta um orçamento com tudo que precisa para concluir seus estudos e apresenta para fundação. O auxílio pode variar de 5% a 95% do valor total solicitado pelo candidato, e decisão é tomada pelo conselho na etapa final do processo seletivo

Entre os mais de 730 ex-bolsistas desse programa há jovens prodígios como Henrique Dubugras e Pedro Franceschi, fundadores da BREX, que ganharam o título de mais jovens fundadores de unicórnio do mundo. A deputada federal Tabata Amaral também é ex-bolsista da Fundação Estudar.

Em 2019, 78 mil estudantes se inscreveram. Os 29 aprovados passaram por testes online, análise de perfil acadêmico e profissional, produção de vídeos de apresentação (pitch) e entrevistas individuais e em grupo com ex-bolsistas.

Na última etapa, os candidatos foram avaliados pelo conselho executivo da Fundação Estudar. “Ficar frente a frente com oito dos maiores empresários brasileiros, interessados em conhecer a sua trajetória pessoal e profissional, é uma oportunidade única na vida de qualquer pessoa”, diz Anamaíra.

O bilionário Jorge Paulo Lemann, sempre presente nesta fase, tem estilo observador e é de poucas palavras. “Ele é um líder que ouve muito e é bastante silencioso, está atento em identificar o potencial do jovem. Faz só uma pergunta. Vai buscar a motivação intrínseca dos jovens. Ele observa a vontade genuína de fazer algo grande”, diz Anamaíra.

Mais desafiador do que passar em Stanford, diz bolsista aprovada

O perfil dos selecionados inclui excelência acadêmica e histórico de resultados já alcançados, mesmo com a pouca idade. Na última turma, as idades dos bolsistas variavam de 16 anos a 31 anos. O processo seletivo não aceita candidatos com idades superiores a 34 anos.

Uma das aprovadas em 2019, a estudante de 18 anos, Lara Franciulli, da Universidade de Stanford, fala sem hesitar que a seleção da Fundação Estudar foi uma das mais difíceis que ela já viu. Para ela, o processo foi mais complicado do que conseguir a admissão em Stanford, cuja taxa de aprovação não passa de 4%.

“O processo de Stanford foi difícil sim, mas a entrevista com a Fundação Estudar foi minha introdução ao mundo real, foi tudo muito rigoroso”, contou à VOCÊ S/A.

Dois aspectos são investigados no detalhe ao longo das entrevistas: os planos para o futuro e o grau de maturidade da reflexão sobre como a trajetória até aquele momento pode levar às ações futuras que estão sendo projetadas. “

“A gente vai a um nível de profundidade de questionamento que não é um discurso pronto que vai fazer a diferença. É o embasamento”, diz Anamaíra.

Por exemplo: se um candidato diz que seu sonho é abrir uma empresa, certamente terá que explicar quais aspectos em sua história até ali justificariam esse desejo. A dica da diretora da Fundação Estudar é investir em autoconhecimento.

De fato, essa competência tem sido considerada a mais importante no ambiente profissional e já foi tema de matéria de capa da edição 255 da VOCÊ S/A: Guia do Autoconhecimento: como desenvolver a mais importante de todas as competências.

“Seja você mesmo, os 45 avaliadores são experientes, então a autenticidade é o primeiro ponto”, diz Anamaíra. Todas as perguntas feitas pelos entrevistadores são relacionadas à história pessoal e profissional e se a pessoa conseguir entender a si mesma vai conseguir explorar melhor os pontos questionados e se comunicar de forma mais assertiva.

“Os entrevistadores colocam muita pressão para testar se você está sendo verdadeiro e honesto. A parte mais difícil, para mim, foi a penúltima etapa em que fiquei com mais quatro candidatos numa sala e três ex-bolsistas fizeram as perguntas”, diz Lara.

Depois de ter enfrentado essa sabatina, a etapa final de entrevista com o conselho não pareceu tão complicada para a jovem estudante, embora tenha também sido intimidadora. Além de Jorge Paulo Lemann e dos executivos do conselho havia umas 50 pessoas convidadas na sala de entrevista. “Parecia uma coletiva de imprensa”, disse.

Lara diz que participar de uma seleção dessas teria sido uma experiência enriquecedora de autoanálise  ainda que ela não tivesse sido aprovada. “Me deixou mais preparada para outras situações”, diz. Esse é, justamente, um dos objetivos da fundação.

“A seleção também é um processo de desenvolvimento, por isso a gente faz questão de entregar feedback para que eles possam refletir sobre como foram as suas respostas”, diz Anamaíra. Mais de 230 candidatos receberam análises de desempenho individuais. “E foram convidados para um encontro presencial em que demonstramos os critérios da seleção”, diz Anamaíra.

Vai participar de uma seleção?

Será que tem pegadinha quando um recrutador faz a clássica pergunta de entrevista de emprego:

Quais são seus hobbies?

Este é o tema do segundo episódio da websérie produzida pelo Na Prática, portal da Fundação Estudar, para a VOCÊ S/A.  Confira: Perguntas de Entrevista de Emprego: saiba o que falar sobre seus hobbies!

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.