Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

VIIA3, LWSA3, NTCO3: patinhos feios da bolsa têm dia de cisne

O trio cravou altas de dois dígitos, apoiado em NY e na esperança do fim da alta dos juros. Cielo sobe 9,73%, e se mantém firme como maior alta do ano.

Por Bruno Vaiano Atualizado em 3 ago 2022, 18h31 - Publicado em 3 ago 2022, 18h15

Para a Cielo, o cielo é o limite. As expectativas já eram boas para o balanço da empresa no segundo trimestre, divulgado ontem à noite. O mercado queria a mão, eles deram o braço: com resultados acima do já excelente esperado, as ações subiram em ritmo de locomotiva e protagonizam o ranking de altas. 

A Cielo não ia mal no ano: já tinha subido mais de 100% desde janeiro (é a maior valorização do Ibovespa em 2022, de longe). Mas, negociada na casa dos R$ 4, segue muuuito longe do pico, lá de 2008: R$ 26,8. Hoje, de qualquer forma, descontou um micrômetro do prejuízo: alta de 9,73%, a R$ 4,85. Para voltar ao auge, porém, faltam 452,5%. Haja limite nesse cielo, rs. 

E hoje alguns dos patinhos mais feios da bolsa tiveram seu dia de cisne: Via, Locaweb e Natura, todas em forte baixa no ano, registraram altas acima de 10%. A real é que o varejo, como um todo, teve um dia bom. 

É que há esperança – não unânime – de que o Copom anuncie a intenção de por o pé no freio da Selic após a alta de hoje (provavelmente a 13,75%). Claro: seria bom para o consumo. 

Mas não é só. Esse bom humor todo em Pindorama reflete, também, uma quarta alegre em Nova York.

Na Big Apple, o trio calafrio de 2022 (Nasdaq, S&P 500 e Dow Jones) passou o dia numa alta sólida, sem percalços. E fecharam respectivamente em 2,59%, 1,56% e 1,28%. Os balanços positivos de empresas do setor tecnológico, como o PayPal, deram um gás na Nasdaq, o que puxou os outros índices.

Hoje também foi dia de anúncio do Purchasing Manager’s Index (PMI) de julho – um indicador calculado pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês)  que mede a atividade econômica baseando-se em questionários enviados a gerentes de compras de centenas de empresas. O PMI caiu de 52,3 em junho para 47,5 em julho, e números abaixo de 50 indicam contração econômica. 

E os sinais de contração econômica têm deixado as bolsas americanas felizes, já que desestimulam o Fed a pegar pesado no aumento dos juros.  

O Ibovespa, mesmo com as altas fora de curva de hoje, fechou em tímidos 0,40%. Ele só não acompanhou as altas dos índices gringos por conta do peso da Petrobras (PETR4, 0,14%) e da Vale (VALE3, -3,88%) – responsáveis por 26% do índice. A mineradora foi mesmo a âncora do dia.

Minério: números esquálidos

Os números do minério de ferro permanecem tristes, esquálidos e neurastênicos com o eterno medo da recessão econômica na China – o mercado imobiliário do país asiático, estagnado, é um dos principais compradores dessa commodity. Queda de 4,49% no porto de Qingdao (China).

As ações da Vale acabaram o dia entre as maiores baixas, decepcionando quem se animou com a alta de 3% ontem. A Gerdau, famosa pela siderurgia mas também fortíssima em mineração pura, acompanhou a Vale na depressão: -4,32% (GOAU4).

Petróleo cabisbaixo

O barril também caiu feio (-3,34%, a R$ 96,78). É o desfecho de um cabo de guerra, já que as duas notícias importantes do dia apontavam em direções opostas. 

Por um lado, a Opep+ reduziu a meta de aumento de produção para setembro – e uma oferta menor, em geral, é sinônimo de preços mais altos. (Para não falar na humilhação que isso representa para Biden: ele foi pessoalmente à Arábia Saudita pedir uns barris a mais para compensar o aperto gerado pela invasão da Ucrânia.) 

Por outro lado, os estoques de suco de dinossauro dos EUA aumentaram 4,467 milhões de barris, e o esperado era uma queda de 700 mil barris. Isso indica demanda mais baixa. E com a demanda mais baixa, o preço cai. 

Foi esse o lado da gangorra que ganhou. Boa sorte para ele: quanto mais longe dos US$ 100 estiver o barril, melhor – a não ser que você esteja cheio de PETR4, PRIO3 e RRRP3 no bolso. 

Até amanhã! 

 

Maiores altas 

Locaweb (LWSA): 11,90%

Via (VIIA3): 11,49% 

Natura (NTCO3): 11,17%

Continua após a publicidade

Cielo (CIEL3): 9,73%

YDUQS (YDUQ3): 8,51%

 

Maiores baixas

Metalúrgica Gerdau (GOAU4): – 4,32%

Gerdau (GGBR4): – 4,06%

Vale (VALE3): – 3,89%

Bradespar (BRAP4): – 2,90%

Minerva Foods (BEEF3):  – 2,34%

 

Ibovespa: 0,40%, a 103.774 pontos

 

Em NY:

S&P 500: 1,56%, a 4.155

Nasdaq: 2,59%, a 12.668

Dow Jones: 1,28, a 32.812 

 

Dólar: – 0,02%, a R$ 5,27

 

Petróleo

Brent: – 3,74%, a US$ 96,78

WTI: – 3,98%, a US$ 90,66

 

Minério de ferro: queda de 4,49%, a US$ 109,07 a tonelada, no porto de Qingdao (China)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês