Teste seu nível de inglês e descubra como isso é medido

Confira qual é o sistema de classificação de nível de inglês mais usado por processos seletivos educacionais ou profissionais em admissões

Aqui no Brasil é muito comum dizermos que “fulano fala inglês”. De forma extremamente genérica e sem muitos parâmetros usamos a frase tanto para a pessoa que tem um domínio mais básico, quanto para a que possui um domínio quase fluente.

No fim das contas, o que isso realmente quer dizer? Pouquíssima coisa já que a fluência no idioma é algo bastante subjetivo e ligado aos objetivos e necessidades de cada um. O meio mais correto, mas ainda pouco difundido e explicado no Brasil, é a métrica usada por processos seletivos educacionais ou profissionais em admissões: o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR).

O CEFR é basicamente um diagrama internacional de idiomas que descreve de maneira objetiva as habilidades conquistadas em cada um dos níveis categorizados de A1 a C2.

Ele indica o que o candidato é capaz de fazer de acordo com o seu grau de proficiência no idioma, independente de aspectos subjetivos, como sotaques, por exemplo. Assim, uma certificação por nível de proficiência acaba por conferir condições de igualdade para qualquer pessoa, independente da sua naturalidade.

É importante despertar para essa questão porque o quanto antes tivermos consciência do assunto, melhor vamos nos relacionar com processos de avaliação do nosso conhecimento e mais cedo teremos a chance de ser independentes quanto ao uso do idioma, processo que ainda é tímido no Brasil.

Existem seis níveis diferentes de domínio de um idioma

Segundo o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas, os níveis são: A1, A2, B1, B2, C1 e C2.

O nível “A” classifica os níveis básicos da língua, onde se encaixam aqueles que conseguem compreender e usar expressões familiares e cotidianas satisfazendo as necessidades básicas.

Geralmente as pessoas que estão nesse nível conseguem se comunicar em tarefas simples e diálogos que exijam apenas uma troca rápida e fácil de informações.

O nível “B”: é o intermédio dos níveis, diz respeito a um usuário que possui um conhecimento de língua um pouco mais elevado.

O B1 é um nível médio em que o aluno entende as questões principais de assuntos que são familiares e consegue reproduzir diálogos mais simples e coerentes sobre os assuntos que conhece.

No nível B2 o indivíduo começa a compreender desde ideias principais de textos mais complexos sobre tópicos concretos, até discussões um pouco mais técnicas sobre sua área de especialidade. É aqui também onde as pessoas começam a se comunicar com mais facilidade com falantes nativos.

“C” é o nível mais alto de todos, geralmente onde a maioria das pessoas almeja chegar. Aqui o usuário já é proficiente e esse também é o nível mais solicitado em processos seletivos internacionais tanto para os estudos quanto para o trabalho.

 O nível C1 diz que o indivíduo consegue compreender um grande número de textos mais longos e exigentes e se comunica de forma espontânea sem precisar pensar muito a respeito do que vai dizer.

No nível C2 o usuário finalmente chega ao domínio pleno de inglês. Ele consegue usar a língua de modo eficaz em todas as suas áreas de convivência sem esforço algum, se comunicando de forma extremamente espontânea, fluente e com exatidão.

Para saber qual o real nível de inglês de alguém é preciso que ela passe por um teste internacional de proficiência, que são provas desenvolvidas por organizações internacionais isentas que avaliam diretamente os conhecimentos dos candidatos na língua inglesa.

Existem diferentes modelos de certificação, mas algo em comum entre elas é que todas as habilidades (falar, escutar, ler e escrever) são testadas para entender o cenário de conhecimento de cada um.

Faça o teste e descubra qual o seu nível de inglês

 Os exames internacionais são, na maioria das vezes, referentes a um nível específico do idioma. Se você acha que está perto do nível intermediário de domínio do inglês, por exemplo, é indicado que procure uma opção que legitime esse patamar especificamente. Aplicar no escuro para um teste qualquer é total perda de tempo (e dinheiro!), já que você não sabe ao certo onde está e nem onde precisa chegar para alcançar seus objetivos.

Caso você não tenha muita noção de qual é seu nível de domínio de inglês ou de qual exame é o mais indicado para sua necessidade, não se desespere. Alguns testes online simples podem te ajudar nisso.

Geralmente eles são encontrados nos sites das organizações que aplicam os exames de proficiência ou no portal das escolas de inglês. A única recomendação é certificar-se de que estão alinhados a esse parâmetro internacional para que te ajude a entender em qual nível CEFR você se encontra, como esse aqui:

 TESTE DE NÍVEL DE INGLÊS DA CAMBRIDGE ENGLISH

TESTE DE NÍVEL DE INGLÊS DA CULTURA INGLESA

 *Aberto Costa é Senior Assessment Manager de Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge especializado em certificação internacional de língua inglesa e preparo de professores.

Quer aprender inglês mais rápido?

Pesquisas científicas indicam que é possível gastar menos tempo e ainda assim aumentar a eficiência do aprendizado. Confira a matéria completa:

5 estratégias com base na Ciência para aprender mais estudando menos

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: