Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Fed acelera e atropela mercado financeiro

Dia pode ser de trégua em Nova York, mas tendência segue negativa para ações

Por Tássia Kastner e Bruno Carbinatto Atualizado em 6 jan 2022, 14h03 - Publicado em 6 jan 2022, 08h07

O Fed agora parece ter pressa em combater a inflação americana, a maior em quatro décadas. O plano é subir juros mais rápido do que se imaginava. Ele é como um motorista que saiu de casa atrasado, e sai acelerando e atropelando tudo o que encontra pela frente para tentar chegar a tempo no destino.

Não foi por falta de aviso. Enquanto o Fed chamava a alta de preços de temporária, o mercado financeiro ia alertando que o excesso de dinheiro estava sobreaquecendo a economia americana. Deu no que deu.

As bolsas asiáticas fecharam esta quinta em queda de mais de 2%, acompanhando o massacre de Nova York da véspera. As bolsas europeias vão na mesma toada. 

Mas Wall Street pode ter um dia de recuperação, o que é bem típico do mercado financeiro após tombos muito profundos. Os futuros do S&P 500 e do Dow Jones apontam para um dia de alta. O Nasdaq, no entanto, não consegue escapar. O índice de tecnologia caiu 3,34% ontem e acumulou, em dois pregões, a maior queda desde março do ano passado. Para hoje, indica uma nova baixa.

Ações tech são mais dependentes de juros baixos, já que essas demandam rios de dinheiro para continuar a crescer. Daí porque elas são mais afetadas pela ata do Fed. 

Já o Ibovespa enfileirou três quedas em três pregões e vive uma situação complexa. Agora que os dados sobre a pandemia no Brasil começam a voltar a funcionar, investidores descobrem o tamanho do estrago causado pelo apagão e pela Ômicron, tudo ao mesmo tempo.

Os casos no Brasil subiram mais de 300%, e os problemas que os países ricos viam há algumas semanas começam a aportar aqui: falta gente para trabalhar com tantos casos de infectados. A Azul anunciou que está com falta de tripulantes por causa da combinação de casos de Covid e gripe, e que isso já prejudica os voos. Os voos e qualquer possibilidade de decolagem da economia brasileira. Boa quinta!

Compartilhe essa matéria via:

humorômetro: o dia começou sem tendência definida

Futuros S&P 500: 0,07%

Futuros Nasdaq: -0,19%

Futuros Dow: 0,22%

*às 7h55

Europa

Índice europeu (EuroStoxx 50): -1,10%

Bolsa de Londres (FTSE 100): -0,35%

Bolsa de Frankfurt (Dax): -0,85%

Bolsa de Paris (CAC): -1,04%

*às 8h01

Continua após a publicidade

Fechamento na Ásia

Índice chinês CSI 300 (Xangai e Shenzhen): -1,02%

Bolsa de Tóquio (Nikkei): -2,88%

Hong Kong (Hang Seng): 0,72%

Commodities

Brent: 1,42%, a US$ 81,95*

*às 7h51

Agenda

9h IBGE divulga dados sobre produção industrial em novembro; expectativa é de crescimento de 0,2% 

10h30 O Ministério do Trabalho dos EUA divulga o número de pedidos de seguro-desemprego da semana passada.

market facts

Pulando fora

O Banco Inter (BIDI11) parece ter entrado em um inferno astral. Do pico de julho do ano passado até ontem, as units do banco digital caíram mais de 70% –  só nessa semana a queda foi de 20%. É que depois do massacre, gestores de fundos decidiram pular fora do barco para parar de perder dinheiro. Uma das pessoas que está vendendo os papéis é Flávio Gondim, o investidor que recebeu o apelido de “monstro do Leblon” por seu apetite por risco e é justamente um dos maiores acionistas do banco digital. Segundo o Pipeline, do Valor, o investidor estaria stopando o papel para conter as perdas do seu fundo, o Ponta Sul. O PL do fundo, que era de R$ 3,87 bilhões em novembro, está em R$ 1,33 bilhão atualmente, com perdas de 54,55%. O Inter tinha planos de migrar suas ações para a Nasdaq e negociar apenas BDRs aqui no Brasil. O projeto ficou na gaveta quando investidores disseram que, se o banco fizesse isso, eles venderiam as ações.

Deu ruim

Os movimentos de servidores públicos em busca de aumento salarial começam a deixar as marcas na economia brasileira. Segundo reportagem do Estadão, cargas de trigo que chegavam da Argentina para abastecer o mercado doméstico estão paradas no Porto de Santos, à espera do aval de auditores da Receita, que estão em operação-padrão. Haveria também fila de carretas em Roraima, segundo o governador do Estado.

E as paralisações estão ganhando força. Depois dos trabalhadores da Receita e dos servidores do BC, auditores do Trabalho também ameaçam entregar cargos em busca de reajuste. A crise foi desencadeada pelo próprio governo, que reservou dinheiro para elevar salários apenas de funcionários ligados à polícia. 

Vale a pena ler:

Rich country problems

O sistema previdenciário da Islândia tem um problema – está com dinheiro demais. Não, você não leu errado: o dinheiro está sobrando. A pequena ilha nórdica, com pouco mais de 350 mil habitantes, tem o que é considerado o melhor sistema previdenciário do mundo. Entenda o que deu certo, e os desafios que o sucesso trouxe para o país, nessa reportagem da BBC Brasil.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VC S/A! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

App VC S/A para celular e tablet, atualizado mensalmente.


a partir de R$ 12,90/mês