Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Combo inflação + medo de recessão derruba bolsas

Aumento dos preços já começa a corroer lucro das empresas americanas. Há luz no fim do túnel?

Por Bruno Carbinatto Atualizado em 19 Maio 2022, 08h17 - Publicado em 19 Maio 2022, 08h14

Bom dia!

O mau-humor retornou à Wall Street, e parece que veio para ficar.

Depois de perdas significativas ontem, os índices futuros americanos operam em forte baixa hoje, encomendando mais uma dia de sangria nas bolsas. Na Ásia e na Europa, a tendência é a mesma.

O temor de que a economia americana caminha para uma recessão ao mesmo tempo em que os preços continuam subindo não traz nenhum sinal de alívio para investidores.

Esses dois medos – inflação e recessão – não são nada novos, mas receberam um upgrade ontem com os balanços de duas gigantes do varejo americano, Walmart e Target. E ambas mostraram quedas significativas em seus lucros. Culpa da maior inflação em quatro décadas, é claro.

Os números acenderam o alerta em Wall Street justamente porque uma temporada de balanços forte era a esperança dos investidores; se as empresas conseguissem manter uma boa performance mesmo durante o ciclo de altas de juros do Fed, o cenário não seria tão amargo assim. Mas, como era esperado, a inflação iria machucar os lucros das companhias, uma hora ou outra.

Parte do problema é que a guerra na Ucrânia e os lockdowns chineses continuam pressionando a inflação, e fogem do controle do Fed e seus juros. Apesar de Xangai anunciar a flexibilização de suas medidas de restrição, os impactos na cadeia de produção e distribuição devem ser duradouros e machucar os lucros das empresas. Já a guerra na Ucrânia não parece estar nem perto de acabar.

Há luz no fim do túnel? A essa altura, parece mais um buraco no fundo do poço.

Bons negócios.

Compartilhe essa matéria via:
Humorômetro - dia com tendência de baixa
Laís Zanocco e Tiago Araujo/VOCÊ S/A

Futuros S&P 500: -1,14%

Futuros Nasdaq: -1,18%

Futuros Dow: -1,09%

*às 07h57

Europa

Índice europeu (EuroStoxx 50): -2,19%

Bolsa de Londres (FTSE 100): -2,33%

Continua após a publicidade

Bolsa de Frankfurt (Dax): -1,86%

Bolsa de Paris (CAC): -2,01%

*às 07h58

Fechamento na Ásia

Índice chinês CSI 300 (Xangai e Shenzhen): 0,19%

Bolsa de Tóquio (Nikkei): -1,89%

Hong Kong (Hang Seng): -2,54%

Commodities

Brent*: -1,29% %, a US$ 107,70

Minério de ferro: 0,06%, cotado a US$ 130,00 por tonelada em Singapura

*às 07h53

Agenda

9h30 Departamento do Trabalho dos EUA divulga número de novos pedidos de auxílio-desemprego no país

14h30 Ministério da Economia divulga a grade de parâmetros macroeconômicos, que inclui estimativas para o PIB e inflação 

market facts

Terceira via

Lideranças dos partidos da chamada “terceira via” – MDB, PSDB e Cidadania – entraram em acordo e vão indicar o nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) como a pré-candidata do grupo à Presidência da República. A decisão ainda precisa ser aprovada pelas comissões executivas dos partidos antes de ser anunciada oficialmente. O nome da senadora foi escolhido por ter menor rejeição que outros candidatos e porque tem maior apelo entre as mulheres – a única outra pré-candidata na disputa é Vera Lúcia, do PSTU. Mas ainda enfrenta alguns obstáculos. Um deles vem do PSDB – João Doria, de São Paulo, não quer desistir da candidatura, após ganhar as prévias do partido em novembro do ano passado.

Vale a pena ler:

A encruzilhada das varejistas

Magalu, Americanas e Via enriqueceram muitos investidores – até que suas ações implodiram. E agora enfrentam um combo de problemas, como a competição com os e-commerces chineses e do leste asiático, juros altos e inflação estratosférica. Entenda se há uma saída na reportagem da VOCÊ/SA.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês