Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Cris Kerr Por VOCÊ S/A Cris Kerr é CEO da CKZ Diversidade, consultoria especializada em Inclusão & Diversidade, professora da Fundação Dom Cabral, Mestra em Sustentabilidade e idealizadora do 10º Super Fórum Diversidade & Inclusão.

Como as soft skills se tornam human skills, e por que são essenciais para um ambiente corporativo humanizado

Inteligência emocional, ter empatia para escutar, lidar bem na resolução de conflitos e mostrar vulnerabilidade são algumas das habilidades emocionais que podem transformar um ambiente de trabalho.

Por Cris Kerr Atualizado em 29 jul 2022, 14h25 - Publicado em 28 jul 2022, 17h52

Por soft skills podemos entender as habilidades humanas que favorecem a nossa conexão com as outras pessoas, como flexibilidade, comunicação, trabalho em equipe e gestão de tempo. Essas habilidades, quando bem trabalhadas e incentivadas no ambiente de trabalho, promovem um espaço de segurança psicológica onde as pessoas se sentem aceitas, inclusas e escutadas, facilitando a convivência e o bom trabalho em equipe.

No entanto, para colocá-las em prática é preciso ir muito além do discurso. São necessários estudo, esforço e dedicação para adotar esse conceito junto à cultura corporativa de uma organização, mas o resultado pode ser gratificante, com a criação de um ambiente onde a segurança psicológica proporciona, de fato, a inclusão, principalmente de pessoas de grupos minorizados (mulheres, pessoas negras, LGBTQIA+, pessoas com deficiência e 50+).

Pesquisa realizada no Brasil por Andrea Iorio, palestrante e escritor best-seller sobre liderança e transformação digital, aponta que 93% das empresas participantes dão preferência para pessoas que apresentam soft skills, mesmo que elas possuam menos conhecimento técnico. Do total de empresas ouvidas no estudo, 75% ainda declararam que nos próximos dois anos a prioridade é proporcionar treinamentos nesse segmento.

Uma das principais soft skills é a comunicação e é a partir dela que as ações empresariais são colocadas em prática. Mas para alcançar bons resultados é necessário primeiramente desenvolver as habilidades de comunicação, como a escuta ativa, a consciência da linguagem corporal e a clareza ao se pronunciar. O bom uso da comunicação torna o trabalho mais fluido, além de contribuir para a melhoria das relações, diminuindo as chances de mal-entendidos.

Continua após a publicidade

Já quando abordamos a human skills, ou habilidades humanas socioambientais, que pode ser classificada também como uma evolução das soft skills, são qualidades importantes que podem transformar a liderança. Essas habilidades emocionais incluem: inteligência emocional, ter empatia para escutar, ter consciência do quanto a linguagem corporal afeta as relações, lidar bem na resolução de conflitos, mostrar vulnerabilidade e ter autoconsciência para compreender suas próprias emoções e das pessoas com quem você trabalha.

Para desenvolver as human skills é necessário se atentar a alguns pontos. Primeiramente, é imprescindível trabalhar o autoconhecimento, uma ferramenta que nos permite analisar os nossos próprios pontos fortes e fracos, tendo consciência do que ainda precisa ser melhorado.Para desenvolvê-los, alguns hábitos diários podem te ajudar, como questionar-se sobre as próprias atitudes e reações, ter a mente aberta principalmente na divergência de ideias, entender quais são seus objetivos e reconhecer os próprios limites.

Independente da área de atuação, as soft skills e as human skills são fundamentais para a construção de uma empresa alinhada com as necessidades do mercado atual. E, apesar de parecer que essas práticas não passam de senso comum, ainda há muito o que ser estudado e desenvolvido a partir desse conhecimento.

Mas, como ensinar e incentivar a prática das soft skills e human skills no ambiente corporativo? Hoje, o mercado já oferece cursos, treinamentos e workshops sobre o tema. O que falta é valorizar essas habilidades e reconhecer que elas podem agregar bem-estar e motivação.

É importante lembrar que as soft skills devem ser desenvolvidas também nos cargos de alta e média liderança, já que o propósito é a liderança inspirar as pessoas que estão ao redor. O ideal é que os treinamentos se iniciem pelas pessoas que ocupam os cargos mais altos da empresa. Assim, a transformação no ambiente corporativo se torna mais natural e efetiva, uma vez que as lideranças podem contribuir para a transformação no comportamento de colaboradores(as).

O desenvolvimento das human skills é o primeiro passo nessa jornada e esse aprendizado trará inúmeros benefícios a todas as pessoas, pois quanto mais feliz elas estiverem, maior será o engajamento e a produtividade delas, e consequentemente o resultado da empresa.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês