Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Banco BMG anuncia licença-paternidade de 60 dias

A partir de hoje, dia (07), os funcionários que ser tornarem pais na instituição financeira terão direito a afastamento estendido

Por Luciana Lima 7 ago 2020, 13h23

A partir de hoje, os futuros papais do Banco BMG terão mais tempo para passar com seus filhos. Isso porque a instituição financeira anunciou nessa sexta-feira (07) que funcionários do gênero masculino contarão com uma licença paternidade estendida de 60 dias. O anúncio veio em ocasião do Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo.

Atualmente, segundo a legislação brasileira, as trabalhadoras que são mães têm direito a pelo menos 120 dias de licença-maternidade. Para os pais, porém, o afastamento é de apenas 5 dias. Para diminuir esse desequilíbrio, desde 2016 as companhias passaram a contar com a possibilidade de se filiar ao Programa Empresa Cidadã e aumentar esse prazo para 20 dias.

Entretanto, o número de organizações que optam pela prática ainda baixo. Segundo uma pesquisa realizada pelas consultorias Talentes Group e Filhos no Currículo, que entrevistou 721 profissionais de Recursos Humanos, apenas 13% das empresas oferecem o benefício.

  • Segundo Alexandre Winandy, Diretor de Transformação Organizacional do BMG, a iniciativa faz parte da plataforma de diversidade da companhia, que também conta com políticas de benefícios igualitárias para casais homoafetivos.

    “Não é apenas um benefício. É uma forma de reconhecimento e busca por maior equivalência de direitos. Demonstra o quanto a paternidade é importante e o quanto a parentalidade não é um assunto exclusivamente feminino”, destaca Winandy.

    Além das vantagens para os funcionários, o  Banco BMG entende que a nova definição irá resultar em benefícios para a própria empresa, entre eles mais engajamento do time.  “É um ciclo muito positivo para todos”, diz Alexandre.

    Continua após a publicidade
    Publicidade