Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

3 dicas para evitar gafes e vergonha em processos seletivos em inglês

Professor Alberto Costa ,da Universidade de Cambridge, tem alguns conselhos para que não quer passar " na prova de carão" nos exames de inglês

Por Alberto Costa, da Cambridge Assessment English Atualizado em 30 jul 2020, 10h41 - Publicado em 30 jul 2020, 10h32

Não é segredo para ninguém que o conhecimento na língua inglesa é frequentemente utilizado pelos empregadores como um fator decisivo para a escolha dos candidatos a vagas de emprego. Para verificar o domínio do idioma os recrutadores analisam vários fatores que vão desde o currículo recebido até a desenvoltura das pessoas em testes escritos e orais. Tudo isso a fim de medir a real capacidade de comunicação em inglês.

E quem tem o objetivo de conquistar esse tipo de oportunidade precisa estar sempre atento para não cometer gafes na hora de comprovar que está realmente apto. E para evitar que isso aconteça, reunimos algumas dicas abaixo. Veja só:

Estude os temas que poderão ser discutidos durante a entrevista

Leia sobre os assuntos que poderão ser abordados na hora da entrevista. Essa é uma boa forma de se familiarizar e relembrar termos mais específicos do mundo dos negócios. Depois disso pratique escrevendo redações que estimulem a argumentação e a familiarização com o vocabulário.

Uma boa dica é usar recursos online como o Write&Improve. Nele, a pessoa escolhe um tema, escreve seu texto e envia para um sistema que retorna em segundos com um feedback do que pode ser melhorado em termos de gramática e vocabulário. Assim, o nervosismo diminui e as chances de sucesso no momento de pressão são maiores.

Continua após a publicidade
  • A pronúncia é essencial!

    Praticar a conversação em torno desses assuntos também é fundamental para evitar deslizes e facilitar a comunicação na hora da entrevista. Para isso, além de treinar com músicas e filmes em inglês, busque vídeos na internet que explorem os potenciais temas que serão abordados e preste atenção em como os termos novos são pronunciados. Lembre-se: a boa pronúncia começa, antes de tudo, no ouvido e se você nunca escutou alguém falando uma determinada palavra, dificilmente vai aprender a pronunciá-la apenas com a leitura.

    Tenha uma certificação internacional

    E não esqueça de declará-la no currículo! Como já explicamos por aqui, os exames de certificação internacional de proficiência são desenvolvidos com base em padrões internacionais de habilidades e comprovam, de maneira isenta, que a pessoa certificada está apta a se comunicar no nível testado e que não faltará base para as atividades do dia a dia. Justamente por facilitar a seleção dos candidatos mais bem preparados no idioma eles são muito bem vistos pela maioria das empresas nacionais e multinacionais. Ter uma certificação pode ser especialmente interessante em tempos de crise, como o período pelo qual estamos passando, quando as vagas estão mais disputadas e os gestores buscam fazer contratações cada vez mais assertivas.

    Alberto Costa é Senior Assessment Manager de Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge especializado em certificação internacional de língua inglesa e preparo de professores

    Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ S/A? Clique aqui e assine VOCÊ S/A.

    Gosta da VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade