Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Super quarta, desta vez de inflação

EUA esperam primeira desaceleração de preços desde agosto de 2021. Aqui, IPCA deve romper a barreira dos 12% ao ano.

Por Tássia Kastner 11 Maio 2022, 08h18

É tipo o fenômeno da super lua. Se repete tantas vezes, que de início você desdenha. Mas isso é só até olhar para o céu e se deslumbrar com a imagem. Super quartas são assim para o mercado financeiro.

Na forma clássica, trata-se da convergência de reuniões de bancos centrais para decidir altas ou quedas de juros. Hoje, é uma versão alternativa. Estados Unidos, Brasil e Alemanha divulgam seus dados de inflação de abril.

O alinhamento de astros é importante porque dá uma visão mais abrangente do estrago que a alta de preços vêm causando na economia. Na Alemanha, por exemplo, os preços subiram para 7,4%, maior patamar desde 1981.

Nos EUA, é a mesma história – a aceleração de preços é a maior em quatro décadas. Mas nesta quarta, economistas esperam um alívio. Eles estimam que o CPI tenha desacelerado para 8,1%, a primeira redução desde agosto de 2021.

É uma notícia boa, mas não deve mudar o rumo da alta de juros nos EUA. Investidores esperam que o Fed suba a selic deles em 0,50 ponto porcentual na reunião de junho. O medo, na verdade, seria ver a inflação acelerando mais – e como isso mexeria com as decisões do BC americano.

Por enquanto, o mercado financeiro parece estar se apaziguando com o atual ritmo de altas. Os futuros das bolsas americanas sobem com força, ampliando a recuperação iniciada ontem.

Aqui, o mercado espera que o IPCA tenha desacelerado entre março e abril. Ainda assim, a inflação acumulada em 12 meses deve subir para 12,06% – maior desde 2003. Haja bolso para enfrentar o supermercado, e a gangorra do Ibovespa.

Compartilhe essa matéria via:

humorômetro: o dia começou com tendência de alta

Futuros S&P 500: 1,07% 

Futuros Nasdaq: 1,34%

Futuros Dow: 0,83%

*8h11

Europa

Índice europeu (EuroStoxx 50): 1,84%

Bolsa de Londres (FTSE 100): 1,11%

Bolsa de Frankfurt (Dax): 1,27%

Bolsa de Paris (CAC): 2%

*às 8h10

Continua após a publicidade

Fechamento na Ásia

Índice chinês CSI 300 (Xangai e Shenzhen): 1,44%

Bolsa de Tóquio (Nikkei): 0,18%

Hong Kong (Hang Seng): 0,97%

Commodities

Brent*: 3,23%, a US$ 105,77

Minério de ferro: 4,20%, a US$ 131,75 a tonelada em Singapura

*às 8h09

Agenda

9h: IBGE divulga a inflação oficial de abril

9h30: Estados Unidos publicam o CPI de abril

10h:  Camex deve reduzir imposto de importação de 11 produtos

market facts

Tombo na estreia

A Eve, empresa da Embraer dedicada aos carros voadores, estreou na bolsa de Nova York ontem com um tombo de 23,5%. O ambiente é ruim para empresas que ainda não geram receita: a taxa de juros em alta nos EUA deixa o dinheiro mais caro para quem precisa pegar emprestado no mercado – e torna investidores mais seletivos em apostas arriscadas. A Eve deverá entregar seus primeiros eVTOLs (veículos elétricos de decolagem vertical) a partir de 2026. A Eve vale US$ 2,33 bilhões – a Embraer, US$ 1,88 bi.

 

Vale a pena ler:

Ele fala

Desde que começou a negociar a compra do Twitter, Elon Musk não sai do noticiário. Ontem, ele concedeu uma entrevista exclusiva ao Financial Times, durante um evento do jornal. Veja a íntegra aqui

-

Banco do Brasil divulga seus resultados antes da abertura do mercado. Após o fim do pregão saem números de JBS, Braskem, Ultrapar e Copel.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)