Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Homens com mais de 45 são mais desesperados quando bate uma crise

Eles tendem ao "panic selling" justamente por acharem que manjam muito do mercado, revela um novo estudo.

Por Bruno Carbinatto Atualizado em 15 out 2021, 08h18 - Publicado em 15 out 2021, 05h55

Os investidores que se consideram “excelentes e experientes” são, ironicamente, os que se desesperam e vendem seus investimentos quando bate uma crise e as bolsas de valores começam a despencar.

O fenômeno é chamado de panic selling e é tudo que investidores não deveriam fazer. E suas vítimas mais recorrentes são homens de 45 anos ou mais.
A venda ocorre por impulso, em uma tentativa de evitar prejuízos maiores. Em um novo estudo, pesquisadores do MIT exploraram esse fenômeno.

Analisando mais de 650 mil contas de investimentos, a equipe traçou o perfil dos vendedores mais suscetíveis ao desespero, embora não tenha explorado os motivos que levam ao panic selling.

Os cientistas também calcularam que, embora o episódio de surto proteja os investidores durante uma crise prolongada, eles costumam esperar muito tempo para reinvestir. Nisso, perdem oportunidades de comprar um ativo a um preço mais baixo e aproveitar a recuperação futura do mercado. O trauma da queda é tanto, por sinal, que 31% sequer voltam a investir em ações após a venda panicada.

Continua após a publicidade

Publicidade