Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Getnet dispara 23% em dia difícil para Ibovespa

Bolsa cai 0,24% com o mercado digerindo o Orçamento-bomba para 2022 e à espera da prévia da inflação.

Por Juliana Américo, Alexandre Versignassi Atualizado em 23 dez 2021, 09h54 - Publicado em 22 dez 2021, 19h05

Nos últimos dias do ano, o giro financeiro da bolsa cai. A tendência, então, é que o Ibovespa não sofra grandes oscilações, nem para cima nem para baixo. Mesmo assim, não falta espaço para algumas empresas brilharem individualmente. Ontem, foi a Embraer. Hoje, foi a companhia de maquininhas Getnet. 

As ações da empresa dispararam 23,40% após o anúncio de pagamento de proventos referente aos valores apurados nos anos de 2016, 2019 e 2021. Serão R$ 253 milhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP, que equivale a dividendos). Por ação ordinária (GETT3, ON), o valor será de R$ 0,1293; já os acionistas com papéis preferenciais (GETT4, PN) receberão R$ 0,1422. 

Quem tem units (GET11) vai ganhar a soma dos dois valores: R$ 0,2716 (no caso da Getnet, cada unitt é formada por uma ON e uma PN). 70% dos papéis da empresa são negociados na forma de unitts.

Esses R$ 0,27 por ação significam um rendimento de 8,15% sobre o preço de fechamento de ontem (R$ 3,31). Não chega a ser um yield monstro, mas está em linha com o das melhores pagadoras de dividendos. Isso deu uma animada no mercado: coisa rara em se tratando da Getnet – do IPO até ontem, as ações já tinham caído mais de 50%.   

   

A Getnet é uma novata da bolsa. A empresa, fundada em 2003 e comprada pelo Santander em 2014, fez o seu IPO em outubro.  

No terceiro trimestre, a Getnet registrou lucro líquido de R$ 94 milhões – uma alta anual de 115%.

Terão direito aos proventos os acionistas que tiverem ações registradas até o dia 20 de janeiro. O pagamento será depositado em fevereiro, no dia 18. 

A bolsa brasileira praticamente já decretou recesso de Natal. O Ibovespa caiu 0,24%, a 105.243 pontos, marcada pela baixa liquidez de final de ano. Hoje, foram movimentados R$ 18,6 bilhões – menos da metade de um pregão normal. 

Ontem, após o fechamento de mercado, o Congresso aprovou o Orçamento de 2022 e  encerrou os trabalhos legislativos deste ano. A divisão ficou assim: 

Saúde: R$ 147,7 bilhões

Educação: R$ 113,4 bilhões

Auxílio Brasil: R$ 89 bilhões

Assistência social: R$ 77,4 bilhões

Emendas de relator: R$ 16,5 bilhões

Fundo eleitoral: R$ 4,9 bilhões

Aquisição de vacinas: R$ 3,9 bilhões

Censo 2022: R$ 2,2 bilhões

Vale-gás: R$ 1,9 bilhão

Reajuste para Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário Nacional: R$ R$ 1,7 bilhão

Reajuste do piso salarial para agentes comunitários de saúde e de combate às endemias: R$ 800 milhões

Além disso, R$ 4,9 bilhões serão destinados para o Fundo Eleitoral, para custear as campanhas dos candidatos às eleições de 2022. O valor ficou abaixo do teto de R$ 5,7 bilhões, estipulado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias. Mesmo assim, chocou: no projeto original, enviado pelo governo em agosto, o valor estimado era de R$ 2,1 bilhões – próximo dos R$ 2 bilhões desembolsados para o Fundo Eleitoral de 2020, quando rolaram as eleições municipais.

Já os funcionários públicos estão descontentes com o reajuste apenas para servidores da segurança pública: auditores da Receita entregaram seus cargos como retaliação à falta de aumento salarial há 5 anos.

Além disso, o mercado está esperando por amanhã, quando será divulgado o IPCA-15 de dezembro, a prévia da inflação para o período. A expectativa é de que o indicador desacelere, em relação ao IPCA-15 novembro, que ficou em 1,17%. Se vier acima de 1% será um problema, já que o IPCA para valer do mês passado foi de 0,95%. 

 

Commodities

Depois de quatro dias consecutivos de alta, os preços do minério de ferro caíram 2,6% – cotado a US$ 123,39 por tonelada no porto chinês de Qingdao.

Isso, claro, atingiu as ações das mineradoras e metalúrgicas. A Gerdau foi a que mais se desvalorizou, com uma queda de 1,23%. Outro destaque negativo também foi da Vale (-0,54%). A empresa é a de maior peso no Ibovespa: responde por 13,7% do índice. Logo, a companhia ajudou a manter o Ibov no negativo hoje. 

Continua após a publicidade

O mesmo acontece com a Petrobras. Ela representa 11,7% do índice. Então, qualquer movimento faz diferença. Assim como a Vale, as ações da empresa também ficaram no negativo (-0,14%), seguindo um caminho contrário ao preço do petróleo. O tipo Brent, que é a referência internacional, subiu 1,77%. Já o WTI, referência no mercado americano, a alta foi de 2,31%.  

PIB americano

Wall Street ganhou um presente de Natal antecipado. Por mais que os EUA esteja sofrendo com os surtos de infecção por Covid-19, o  PIB do país cresceu 2,3% no terceiro trimestre de 2021 (quando comparado com o mesmo período do ano passado).

Na sua terceira revisão, o Produto Interno Bruto superou as previsões de alta de 2,1% no período. Ainda assim, o indicador desacelerou em relação aos primeiros trimestres, quando o PIB cresceu 6,3% e 6,7%. 

De acordo com o  Escritório de Análise Econômica (BEA, na sigla em inglês), o crescimento nos meses de julho a setembro está relacionado ao avanços nos gastos pessoais com consumo (o PCE), nos investimentos em estoque privado e  gastos do governo. 

Isso refletiu nos índices americanos, que se firmaram no positivo. O Nasdaq avançou 1,18%, a 15.521 pontos. Já o S&P 500 subiu 1,02%, a 4.696 pontos. 

Até amanhã. 

Compartilhe essa matéria via:

Maiores altas

Getnet (GETT11): 23,40%

Banco Pan (BPAN4): 8,23%

Méliuz (CASH3): 6,45%

Grupo Soma (SOMA3): 2,69%

Embraer (EMBR3): 2,29%

Maiores baixas

Rede D’Or (RDOR3): -5,45%

Magalu (MGLU3): -3,89%

Natura (NTCO3): -3,65%

Hapvida (HAPV3): -3,59%

Intermédica (GNDI3): -2,58%

Ibovespa: -0,24%, a 105.243 pontos

Em NY:

S&P 500: 1,02%, a 4.696 pontos

Nasdaq: 1,18%, a 15.521 pontos

Dow Jones: 0,74%, a 35.754 pontos

Dólar: -1,24%, a R$ 5,6677

Petróleo

Brent: 1,77%, a US$ 75,29

WTI: 2,31%, a US$ 72,76

Minério de ferro: -2,62%, US$ 123,39 no porto de Qingdao (China)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VC S/A! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

App VC S/A para celular e tablet, atualizado mensalmente.


a partir de R$ 12,90/mês