Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Abertura de mercado: dados ruins da China puxam as bolsas para baixo

Enquanto o Afeganistão ferve, os mercados gelam com consumo abaixo do esperado na Ásia.

Por Alexandre Versignassi, Tássia Kastner Atualizado em 16 ago 2021, 19h15 - Publicado em 16 ago 2021, 08h00

Bom dia!

A semana começou pesada, com o Taleban retomando de vez o controle do Afeganistão, após 20 anos. A organização paramilitar destronou o presidente Ashraf Ghani, que fugiu para o Tajiquistão. Tudo isso 4 meses depois de Biden ter anunciado o início da retirada das tropas americanas – que seria finalizado no dia 11 de setembro. Neste final de semana, os EUA mandaram mais mil soldados para o Afeganistão, para ajudar na fuga dos diplomatas e de outros civis. O clima é de pânico. Multidões se formaram no aeroporto de Cabul para tentar fugir do país. Pelo menos cinco pessoas morreram por conta da aglomeração.

O fato tem um dimensão histórica inegável. Quem mais afeta os mercados nesta manhã, porém, é a China. A segunda maior economia do mundo divulgou dados abaixo do esperado para a produção industrial e as vendas no varejo. Com isso, as bolsas asiáticas fecharam em baixa. Os mercados da Europa seguem pelo mesmo caminho.

Os EUA terão seus dados de varejo na manhã de terça (17), e a expectativa já era de baixa desde sexta, quando o Bank of America anunciou que espera uma queda no consumo. Com esse clima, os índices futuros americanos apontavam todos para baixo no início da manhã.

Humorômetro

O dia começou com tendência de… BAIXA

Futuros S&P 500: -0,33%

Futuros Dow Jones: -0,37%

Futuros Nasdaq: -0,30%

*às 7h45

Ásia

Índice chinês CSI 300 (Xangai e Shenzhen):  -0,10%

Bolsa de Tóquio (Nikkei): -1,61%

Hong Kong (Hang Seng):  -0,80%

*Fechamento

Europa

Índice europeu (EuroStoxx 50): -0,77%

Bolsa de Londres (FTSE 100): -1,09%

Bolsa de Frankfurt (Dax):  -0,62%

Continua após a publicidade

Bolsa de Paris (CAC): -0,98%

*às 7h30

Commodities

Minério de ferro: fechou em alta de 0,89%, a US$ 163,52, no porto de Qingdao, China.

Petróleo (brent): baixa de 1,37%, a US$ 69,62 o barril.

*às 7h29

Agenda

8h30 – Boletim Focus do Banco Central: as previsões do mercado para inflação, Selic, PIB e dólar. 

Terça-feira – Vendas do  varejo nos EUA.

Terça-feira – Votação da reforma do Imposto de Renda na câmara (caso não adiem de novo…).

Temporada de balanços

Resultados do 2T21

Esta segunda é basicamente o último dia desta temporada de balanços. Depois dos resultados de hoje à note, só vai faltar o da BrasilAgro, marcado para o dia 31/08.

Hoje após o fechamento do mercado:

  • IRB Brasil
  • Méliuz
  • Cruzeiro do Sul
  • Boa Vista
  • Dommo Energia
  • Ômega Geração
  • Focus Energia
  • Mosaico
  • Get Ninjas
  • Rede D’or

-

  • O bitcoin subiu 58% desde o dia 20 de julho, quando havia registrado sua maior baixa no ano, a US$ 29,6 mil. Hoje está em US$ 47 mil – ainda distante de sua máxima no ano (e na história): US$ 63,3 mil, no dia 15 de abril.
  • As ações da Biontech (B1NT34), a empresa alemã de biotecnologia que desenvolveu a vacina da Pfizer com a farmacêutica americana subiram 63% nos últimos 30 dias, com a correria dos países desenvolvidos para iniciar a aplicação de uma terceira dose. 

Vale a pena ler:

> Francisco Gomes Neto, CEO da Embraer, fala ao Estadão sobre o momento de virada da empresa, que terminou 2020 desacreditada, e já soma 135% de alta no ano. Veja aqui.

> A Economist analisa os efeitos da derrota no Afeganistão para o governo Biden. Spoiler: não são nada bons. Leia aqui.

 

Continua após a publicidade
Publicidade