Salve os Pequenos: plataforma gratuita ajuda pequenas e microempresas

Plataforma online gratuita conecta microempreendimentos - que não podem arcar com comissões de aplicativos de delivery - aos consumidores

São Paulo – Recomendado por diversos estados do Brasil e pelo Ministério da Saúde, o distanciamento social ajuda a diminuir a contaminação pelo novo coronavírus mas impõe grandes dificuldades para donos de pequenas e microempresas. Um desafio que não é apenas deles, mas também do país.

Segundo a consultoria Empresômetro, o Brasil conta com cerca de 13,5 milhões de pequenas empresas, que são responsáveis por 54% dos empregos formais, de acordo com dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Obrigados a se reinventar e pensar meios para continuar de pé, muitos desses comerciantes não tinham uma operação online e não estão acostumados aos meios eletrônicos. A fim de viabilizar essa possibilidade e minimizar o impacto para os comércios, a plataforma digital Azulis lançou o projeto “Salve os Pequenos”.

Marketplace de comparação, como maquininhas, cartões, contas digitais, para MEIs e PMEs, a nova iniciativa da startup é focada em conectar esses pequenos e microempreendedores, de cidades com mais de 100 mil habitantes, aos seus clientes. Profissionais que dependiam do estabelecimento físico para fazer suas vendas podem disponibilizar seus produtos por meio de serviços de entrega, respeitando as indicações de prevenção e distanciamento social.

O cadastro na plataforma é gratuito. Basta indicar a categoria de serviço, os produtos oferecidos, em quais bairros e cidades é realizada a entrega e os contatos pessoais. Dessa forma, o usuário consegue filtrar e ver quais são as opções em sua localidade, por meio de um mapa.

Cada empreendedor é responsável pela entrega de seus produtos e pela negociação das formas de pagamento. O cliente pode entrar em contato e negociar diretamente via telefone, aplicativo de troca de mensagens ou rede social. Até o momento, são mais de 100 estabelecimentos cadastrados por todo o país.

Bruno Dilda, diretor de negócios da Azulis, afirma que a iniciativa “Salve os Pequenos” é para aqueles comerciantes que não contam com estrutura para vender online e não podem arcar com a comissão cobrada por aplicativos de entrega. “Ao cadastrar seus serviços em nossa plataforma, os vendedores podem negociar com os clientes a melhor forma de entrega ou até mesmo de retirada dos produtos. O que queremos é fomentar as vendas durante a quarentena”, diz. A plataforma está disponível para todo o Brasil, como iniciativa pro bono da empresa, que faz parte do Grupo Red Ventures. Acesse em www.salveospequenos.com.br.

As categorias disponíveis para cadastro são:

  • Restaurantes
  • Bares e Lanchonetes
  • Feiras
  • Padarias
  • Docerias
  • Mercados
  • Bebidas
  • Farmácias e Medicamentos
  • Roupas, Sapatos e Acessórios
  • Beleza
  • Animais de estimação
  • Eletrônicos e Eletrodomésticos
  • Livros, Revistas e Jornais
  • Serviço de Entrega, Delivery e Transporte

Conheça outras iniciativas para ajudar pequenos e microempreendedores a sobreviverem à crise

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: