Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Profissões em alta: quais delas têm nomes em inglês e precisam do idioma?

Em novo artigo, a Cambridge English selecionou 4 cargos que prometem neste ano e exigem o inglês no dia a dia.

Por Alberto Costa Atualizado em 20 jan 2021, 11h41 - Publicado em 20 jan 2021, 17h00

O cenário pós-pandemia ainda é bastante incerto e pode assustar, principalmente, quando paramos para pensar em um ano tão turbulento quanto o de 2020. Mas, a verdade é que as fintechs e o mercado financeiro, por exemplo, já estão pensando à frente e fazendo projeções a respeito dos cargos que devem bombar em 2021. 

Um estudo feito pela consultoria de recrutamento e seleção Robert Half, destaca os principais setores em alta: finanças e contabilidade; engenharia; jurídico; vendas e marketing; mercado financeiro; recursos humanos; seguros e tecnologia. Os salários em cargos nessas áreas podem variar bastante dependendo da qualificação e experiência do candidato, complexidade do cargo, porte da companhia, disponibilidade do perfil no mercado, entre outros.

A partir desse estudo, selecionamos alguns exemplos de profissões que têm nomes em inglês e também precisam do idioma no dia a dia. Confira:

  • Controller (finanças e contabilidade)

De forma simplificada, o controller – ou gestor de controladoria – é um agente de controle financeiro dentro da empresa. Sua principal função é garantir melhores resultados para a companhia através da gestão financeira, fiscal e orçamentária. Para isso, ele realiza a coleta e organização de dados necessários e planeja a execução financeira dessas áreas. Nesse cargo, o salário pode variar de R$ 6.000 a R$ 12 mil de acordo com a pesquisa.

  • Gerente de supply chain (engenharia)

A área de supply chain (cadeia de suprimentos) é a engrenagem produtiva de uma empresa. É da sua alçada o abastecimento e controle que garante a entrega do produto ou serviço final ao cliente. Ou seja, é a área que olha para todos os recursos necessários, sejam eles insumos, pessoas, tecnologias, recursos, informações, entre outros. O gerente de supply chain é responsável pela organização de processos fundamentais – aquisição, produção e distribuição – para que tudo chegue às mãos do consumidor da forma mais segura, barata e rápida possível. Segundo o estudo, a remuneração aqui pode variar de R$ 15,5 mil a R$ 48,5 mil

  • Head of growth (marketing)

Quem respira a cultura das startups e do marketing digital sem dúvidas já ouviu este termo em algum lugar. No entanto, nem sempre a definição da expressão fica clara. O Growth Hacking é um modelo de estratégia de marketing que combina técnicas de inbound marketing, SEO, conteúdos virais, testes A/B, marketing de recomendação, entre outros caminhos criativos. O grande objetivo é encontrar “atalhos” para fazer a empresa crescer de forma acelerada. E o líder da área é o responsável por conectar o seu mercado-alvo com o produto ou serviço do seu negócio da maneira mais rápida e escalável possível. No levantamento da Robert Half, a faixa salarial varia entre R$13 mil e R$42 mil.

  • CX (marketing)

Customer Experience (CX) significa Experiência do Consumidor, em português, e é a área da empresa que cuida do atendimento aos clientes, independente do canal. Ela visa preservar boas impressões do consumidor com a marca após uma interação. O profissional desse segmento atua com treinamentos, ações de engajamento e envolvimento com o cliente e também com a definição e análise de métricas. Esse cargo pode ter um salário de R$ 2.200 a R$ 8.900 segundo o estudo. 

Extra: Além dessas posições, vale ficar de olho também no crescimento de novas demandas profissionais como DPO (do inglês, data protection officer ou diretor de proteção de dados) para o mercado jurídico e também de cargos que atuem em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais); business intelligence/CRM (do inglês, customer relationship management ou gestão do relacionamento com o cliente); people analytics (que atua como um analista de indicadores de RH) e chief digital officer (diretor digital de produtos de seguros).


*Alberto Costa é Senior Assessment Manager da Cambridge English

Continua após a publicidade
Publicidade