Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Guru Perguntas & Respostas

Quem são as pessoas mais ricas em bitcoin?

Não dá para cravar, mas alguns grandes detentores da cripto mostram a cara.

Por Alexandre Versignassi Atualizado em 12 Maio 2022, 17h20 - Publicado em 13 Maio 2022, 05h15

Não dá para cravar. As listas de bilionários em dinheiro comum existem porque o grosso das fortunas dos listados está em ações de empresas. E a posse de ações é um dado público. A de Bitcoins não. Ela é anônima. Se você não quiser, ninguém fica sabendo que você comprou, vendeu, ou se guarda US$ 1 bilhão em Bitcoins num pendrive debaixo do colchão. 

Mas alguns grandes detentores mostram a cara. Entre esses, quem ocupa o topo da lista são os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss. Os dois ficaram famosos por terem brigado com Mark Zuckerberg nos tribunais, alegando que a ideia de criar o Facebook foi deles. Em 2012, a dupla afirmou ter comprado 120 mil Bitcoins. Na época, com o Bitcoin a mais ou menos US$ 10, gastaram US$ 1,2 milhão. Hoje, com a cripto a US$ 30 mil, essa quantia vale US$ 3,6 bilhões. Como hoje a dupla é dona da Gemini, uma das maiores corretoras de cripto do mundo, tudo indica que boa parte desses 120 mil BTCs originais segue nas mãos deles.

Outra baleia (whale, gíria para quem tem uma fortuna em cripto) talvez seja Tim Draper, um investidor americano. Em 2014, ele comprou 29,6 mil Bitcoins num leilão do FBI – a polícia federal dos EUA tinha apreendido essa criptograna do Silk Road, um site da dark web que vendia drogas em troca de BTCs. Ele pagou algo em torno de US$ 20 milhões pelo montante, que hoje vale US$ 888 milhões. Se ele ainda tem isso, é outra conversa.

Mas há um enigma maior nessa história toda. Cientistas da computação descobriram em 2013 que uma única máquina minerou 1,1 milhão de Bitcoins entre 2009, o ano da criação da moeda, e 2010. E que essas criptos nunca foram movimentadas. Ou seja: quem minerou guarda até hoje. Acredita-se que esse minerador misterioso seja o próprio Satoshi Nakamoto – pseudônimo do programador anônimo que criou o Bitcoin, espalhou a notícia em fóruns de programadores (sem que ninguém jamais o visse pessoalmente), e parou de mandar mensagens em 2011. Caso Satoshi esteja vivo, ele é, de longe, o sujeito mais rico em cripto, com 5% de todos os Bitcoins em circulação. E estaria entre os 30 maiores bilionários em dinheiro comum, já que seu stash vale perto de US$ 33 bi.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VC S/A! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

App VC S/A para celular e tablet, atualizado mensalmente.


a partir de R$ 12,90/mês