Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Diogo Arrais Por Língua É professor de língua portuguesa, consultor de empresas, fundador do Arrais Cursos e criador do Canal Mesma Língua no Youtube

Erros de português que não dá mais para cometer em e-mails de trabalho

Professor Diogo Arrais mostra um exemplo de e-mail de trabalho bem frequente mas recheado de erros e expressões óbvias

Por Diogo Arrais, professor de português (@diogoarrais) Atualizado em 9 dez 2020, 19h27 - Publicado em 21 jan 2020, 13h53

No mundo corporativo, a redação de e-mail sempre traz uma série de dúvidas, como forma de tratamento, paragrafação, pontuação e uso do acento grave, por exemplo. Vejamos o seguinte trecho:

Prezado Sr. Silva, venho por meio deste solicitar reservas de passagens aéreas para o nosso evento em Salvador à realizar no Hotel ABC na data de X de Fevereiro. Nossos sinceros agradecimentos e sem mais para o momento!!!

 Bjos e abs!

No início, constrói-se o vocativo com “senhor” ou “senhora”, atentando-se ao cargo que a pessoa ocupa, seguido de vírgula ou dois-pontos.

Na composição textual, abomina-se o uso de expressões óbvias e clichês (uma verdadeira muleta linguística!), como “venho por meio desta”, “é por meio desta” ou “sem mais para o momento”. Como solução, basta haver o uso de “verbo e –se”, garantindo a impessoalidade e eficiência, com a devida concordância: “solicitam-se reservas de passagens aéreas…”.

A organização dos elementos textuais é feita por meio da pontuação. Vírgula, Ponto e Vírgula, Ponto são determinantes para a divisão da informação: “Solicitam-se reservas de passagens aéreas para o nosso evento, em Salvador, a ser realizado no Hotel ABC, nos dias 6 e 7 de fevereiro…”.

Além disso, alguns pontos ortográficos merecem, também, destaque: em princípio, não se usa acento grave antes de verbo; a inicial dos meses é minúscula, de acordo com o nosso Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa.

  • Relacionadas

Deve-se respeitar a premissa da escrita profissional: a impessoalidade. Por isso, agradecimentos subjetivos podem ser deselegantes, como “beijo” ou “abraços carinhosos”.

Continua após a publicidade

Finalmente, sobre a questão da abreviatura, recomenda-se o uso não excessivo, o uso sensato. Vejamos, pois, como fica o citado e-mail, agora reescrito:

 “Senhor Secretário Silva, 

 Solicitam-se reservas de passagens aéreas para o nosso evento, em Salvador/Bahia, a ser realizado no Hotel ABC, nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2020. 

 Atenciosamente, 

 Fulano Melo

Diretor-Pedagógico

            Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

foto/Divulgação

                      

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)