Você acertaria esta questão de concurso público sobre uso dos porquês?

Por que, por quê, porquê ou porque? Confira se você sabe quando usar cada um deles com este exercício. Se você não souber, a gente explica

São Paulo – O uso do porquê é um dos pontos gramaticais rodeados de dúvidas e erros. A confusão tem um motivo: são quatro formas possíveis. Dependendo do contexto da oração usa-se por que, porque, porquê ou por quê.

Sabendo da dificuldade das pessoas é comum que o tema seja tratado em questões de português em concursos públicos. Confira se você consegue acertar essa questão que caiu em uma seleção feita pela Cesgranrio para administrador na Transpetro, e está no livro Gramática para Concursos, de Marcelo Rosenthal Editora Elsevier.

O elemento em destaque está grafado de acordo com a norma-padrão em

a) O marciano desintegrou-se por que era necessário.
b) O marciano desintegrou-se porquê?
c) Não se sabe por que o marciano se desintegrou.
d) O marciano desintegrou-se, e não se sabe o porque.
e) Por quê o marciano se desintegrou?

Confira o gabarito depois da explicação gramatical:

Por que:

Usamos separado e sem acento quando houver uma pergunta direta. Exemplo:

Por que você não me ligou?

Por que chove tanto?

Também usamos “ por que “ quando há uma pergunta indireta. Um truque para não erra é verificar se o “por que” pode ser substituído por “Por que razão ou “por que motivo” Exemplo:

Perguntei por que (razão) a desigualdade social cresce no Brasil. Não me explicaram por que  (motivo) isso acontece.

O por que sem acento e separado também é indicado quando o “que” for pronome relativo. O macete para saber se é o caso é substituir o “que” por “qual”. Exemplo|:  Não conheço o caminho por que (pelo qual) vieram.

Por quê

É usado separado e com acento quando estiver no fim de uma oração interrogativa direita ou indireta. Exemplo: Ele não veio por quê?

Porque

É usado junto e sem acento quando há a ideia de resposta, for conjunção e puder ser substituído por “ visto que”,  “uma vez que”. Exemplo:

Comprei porque não resisti.

Era tranquilo porque meditava

Porquê

Escrevemos junto e com acento quando for substantivo e puder ser substituído por “ o motivo” “ a razão”. Exemplo: Não explicaram o porquê daquela balbúrdia.

Também usamos porquê quando a conjunção está em final de frase interrompida. Exemplos:

Ele faltou, porquê…

Maria está triste, porquê…

 

Gabarito: Resposta correta é a letra C

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: