Quem faltar ao trabalho por suspeita de coronavírus terá o dia descontado?

Confira como a lei brasileira está tratando as faltas no trabalho por suspeita de coronavírus em relação a desconto no salário

São Paulo – Segundo a equipe trabalhista do escritório FAS Advogados, quem faltar ao trabalho por suspeita de infecção por coronavírus não terá o dia descontado do salário, se apresentar atestado médico ao empregador.

A falta é justificada, segundo estabelece o §3º do artigo 3º da Lei 13.979/2020, que trata das medidas de enfrentamento de emergência de saúde pública, causada pela pandemia de Covid 19. A lei foi publicada no dia 7 de fevereiro no Diário Oficial da União e você pode conferir a íntegra aqui.

O afastamento do trabalho de um funcionário com suspeita de coronavírus é uma medida de proteção à saúde pública, estando o empregado sujeito à estudo e investigação epidemiológica.

Também será justificada a falta no trabalho de funcionários que não tiverem a opção de trabalhar em casa, por conta do tipo de trabalho, caso seja decretada uma quarentena, segundo explicou a advogada Aparecida Tokumi Hashimoto, sócia de Granadeiro Guimarães Advogados.

Para quem for convocado a trabalhar por home office, a advogada lembra que CLT exige que a mudança para trabalho remoto seja feita de comum acordo. O empregado precisa aceitar.

Você tem perfil para fazer home office?

A pandemia está sendo um teste produtividade em home office. Confira se você tem o perfil para trabalhar em casa sem prejuízo das entregas:

Faça o teste e descubra se você está apto ao trabalho remoto

 

 

 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.