Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Schneider convoca estudantes para concurso que tem chance de emprego

Podem se candidatar estudantes de engenharia, negócios e tecnologia de qualquer faculdade

Por da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 11h09 - Publicado em 15 fev 2020, 08h00

São Paulo – Estão abertas até o dia 9 de março as inscrições para a 10ª edição do Go Green, concurso para universitários realizado pela Schneider Electric.

A competição vai selecionar grandes ideias e soluções inovadoras capazes de tornar cidades mais inteligentes, mais eficientes em energia e mais sustentáveis.

Em 2019, foram mais de 23 mil universitários inscritos, oriundos de 3 mil universidades de 165 países. Desta edição, podem participar estudantes do segundo ano dos cursos de engenharias, negócios, física, ciência da computação, matemática e outras ciências.  As equipes devem ser compostas por dois estudantes dessas áreas.

A dupla vencedora poderá conquistar uma vaga de emprego na Schneider Electric e ainda ganhar uma viagem com tudo pago para duas cidades em qualquer lugar do mundo onde exista um escritório da Schneider.

Para o concurso, as equipes devem ser compostas por dois estudantes das áreas de: negócios, engenharia, física, ciência da computação, matemática e outras ciências.

Continua após a publicidade
  • Ambos devem ficar no mesmo país ou região durante a competição. Cada equipe deve incluir ao menos uma mulher, em respeito à política de diversidade e inclusão da Schneider Electric. As inscrições podem ser feitas pelo site Schneider Go Green.

    As equipes finalistas apresentam projeto final durante o Innovation Summit da companhia, de 1 a 5 de junho, em Las Vegas, Estados Unidos, que reúne especialistas da empresa e líderes de indústrias mundiais para compartilhar insights e grandes ideias sobre os desafios e as oportunidades da economia digital.

    Presidente da Schneider Electric Brasil entrou na empresa como estagiário

    Marcos Matias foi contratado em 1993 como estagiário da multinacional francesa e 26 anos depois chegou ao posto de presidente da Schneider Electric Brasil.

    Em entrevista exclusiva à VOCÊ S/A ele contou que sabe que histórias como a dele são cada vez mais raras no mundo corporativo. “É raro hoje uma pessoa como eu, que tem 26 anos na companhia, começar como estagiário. Explico minha história do ponto de vista da jornada que percorri. Não é estar estagnado numa área específica. Passei por marketing, vendas, direção industrial, fui cuidar da operação na América Latina e tive de aprender espanhol. Aprender todos os dias é o que sempre me motivou a ficar, porque, a todo momento, eu estava evoluindo, crescendo, pensando diferente”, disse. 

    Na entrevista , ele conta mais sobre sua trajetória e revela o que é essencial para quem busca um cargo de liderança. Confira a matéria completa:

    O que todo líder deve fazer, segundo o presidente da Schneider Electric

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade