Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Patrícia Maldonado Por VOCÊ S/A Jornalista, trabalha com TV há 24 anos. Passou por Globo/SporTV, Record e Band. Ministra o curso "Vídeos que Convertem". @patriciamaldonado

Cinco dicas para definir o roteiro da sua gravação

Não deixe o melhor para o final, use frases curtas, foque no call to action. Veja estas e outras receitas para garantir um bom conteúdo.

Por Patrícia Maldonado 26 out 2021, 15h56

A primeira pergunta que você deve se fazer antes de gravar um vídeo para as redes sociais é: qual meu objetivo com esse material? Sem definir bem sua intenção, é provável que você não saiba por onde começar. Resultado: vai acabar desperdiçando tempo e recursos preciosos. Vai se frustrar. E aí não adianta nada ter um cenário lindo, uma luz incrível, um celular de última geração à disposição. Nem adianta caprichar no sorriso. Nada disso importa se você não souber o que dizer na sua mensagem.

Pois bem. Pensou no que quer falar? Ótimo! Agora vamos dar o próximo passo: como dar o seu recado e manter a audiência assistindo ao seu material? Ou seja, como dizer o que eu quero/preciso dizer?

Eu sei, essas questões parecem complicadas mas, garanto, podem ser facilmente resolvidas com um pequeno roteiro. Estou falando de algo bem simples mesmo, que pode até ser feito mentalmente. Comece pensando no que você quer falar, porque e como pretende terminar a mensagem. Pronto! Está feito seu roteiro mental! Se preferir faça pequenas anotações. Tópicos mesmo, coisas que você não pode deixar de dizer. E mentalize ou use essa cola sem vergonha. Ela vai te ajudar muito a organizar as ideias, principalmente no começo, quando tudo é tão novo e você está preocupado com tanto detalhe.

Na hora de fazer o seu roteiro (mental ou por escrito) tenho 5 dicas que podem te ajudar muito:

1) Comece com uma “isca”: Ao contrário do que muitos pensam, não é legal deixar a melhor parte do seu vídeo para o final. Os primeiros segundos são determinantes para sucesso do vídeo;

Continua após a publicidade

2) Cuidado com o tempo: nada de se estender, enroloar quem está assistindo. Ser prolixo só vai atrapalhar a sua mensagem. Claro, existem casos e casos. Mas a internet é dinâmica. Um vídeo enorme tem que valer muito a pena para o usuário. De qualquer maneira uma coisa é certa: o conteúdo nos primeiros segundos do vídeo tem que ser fantástico;

3) Não esqueça da “chamada para ação”. O famoso call to action tem que estar no seu material. Com o que você gravou você pretende levar as pessoas para seu site, seu e-commerce ou quer que baixem um e-book, dêem um “like”, preencham um cadastro? Construa o conteúdo de seu vídeo em torno do que espera, para que o vídeo realmente traga o resultado que você procura;

4) Evite frases muito longas. Elas fazem você se perder, se confundir. Não floreie o assunto. Não use palavras difíceis. Vá direto ao ponto com simplicidade;

5) Tenha energia: Entre as mais diversas qualidades que um comunicador precisa ter, o entusiasmo é uma daquelas indispensáveis para engajar a audiência. Ele é o fator contagiante.

Viu só como montar um roteiro para um vídeo não é um bicho-de-sete-cabeças? Como tudo na vida, basta querer aprender. E eu tenho certeza que você quer.

Boa sorte!

Continua após a publicidade

Publicidade