Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Luciana Camargo Vice-Presidente Global de Sucessão e Desenvolvimento de Executivos da IBM

Mas o que é este tal de mindset?

Inovar é mais que só investir em tecnologia. É olhar para os problemas e encará-los como oportunidades.

Por Luciana Camargo 25 jun 2021, 10h32

O desenvolvimento do pensamento no campo da gestão traz sempre novos termos. Alguns desaparecem como vieram. Outros realmente portam um sentido diferente, mais profundo, chegam para ficar. Este parece ser o caso do conceito de Mindset.

Sempre presente nas atuais discussões sobre inovação e as transformações vividas na sociedade como um todo. Mas o que ela significa?

Recentemente li um romance, cujo cenário era Santo Dominguez, hoje Haiti, no século XVIII, quando esse país ainda era colônia da França, com a economia totalmente dependente de escravos.

A revolução haitiana foi a única a alcançar a independência permanente. No entanto, apesar da vitória e assim como na história de outras colônias, lá também foi inconcebível um mundo sem escravos. Como em muitos países, naquele tempo, não se conseguia pensar em novas relações de trabalho, que além de mais justa e igualitária, poderia ser também ser mais produtiva. Evidentemente, havia todo o contexto de exploração do trabalho escravo entranhado na economia e na sociedade. Mas era preciso mudar também a forma de pensar e ver o mundo, olhar de um ponto de vista diferente e enfrentar todas as mudanças decorrentes dessa evolução cultural.

Este é um exemplo de mindset. Trata-se de agir a partir de um olhar diferente, quando o novo e incerto tanto assustam.

Hoje nos deparamos com um mundo que muda em ritmo exponencial, novos modelos de negócios, demanda por mais flexibilidade, novas formas de aprender, profissões que ainda não existem advindas de novas demandas que irão surgir.

Continua após a publicidade

A única certeza é a necessidade de um novo mindset, abertura para aprender, se adaptar e ver oportunidades em experiências e contextos que antes não conseguíamos enxergar.

Quando passamos a olhar de outra forma o aprender e as experiências, dedicamos mais tempo para o nosso crescimento e aprendizado, até de maneira instintiva, pois começamos a nos sentirmos mais confortáveis para propor o novo, tomamos mais riscos e começamos a desafiar o status quo.

Hoje, toda organização quer ser inovadora. Mas como conseguir isso? Bom, em primeiro lugar aceitando que não será apenas adotando novas tecnologias, mas sim desenvolvendo novas relações humanas.

Líderes e profissionais trabalhando lado a lado, como aliados, pra atingir resultados com clareza de propósito. Quando nossos times estão pessoalmente envolvidos na missão, com seus propósitos alinhados ao da organização, eles pensam como donos e contam com os fundamentos deste novo mindset.

Então, novos comportamentos vão surgir e outras formas de desenhar novas soluções, como o design thinking associado a métodos ágeis serão muito bem-vindos.

Esta nova forma de olharmos os desafios e a paixão em encará-los como oportunidades fomentam uma organização mais aberta uma cultura de inovação.

Embora as pessoas sejam de fato diferentes entre si, cada um de nós é capaz de se modificar e se desenvolver com o próprio esforço e com o conjunto das experiências vividas. De repente, conseguimos nos olharmos de fora e, então, pensar e agir diferente. Esta é a mudança de mindset. Que tal experimentar?

Continua após a publicidade
Publicidade