Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Onde investir a reserva de emergência?

Nenhum investimento bom para uma reserva de emergência hoje vai cobrir a inflação. O negócio é adotar uma estratégia de redução de danos.

Por Tássia Kastner Atualizado em 12 Maio 2021, 16h58 - Publicado em 5 abr 2021, 08h00

A reserva de emergência é como um seguro: um dinheiro para lidar com imprevistos. Sem bola de cristal, não dá para prever quais emergências vão aparecer, então a grana precisa ficar em algum investimento praticamente livre de risco, e de fácil resgate.

A mãe da reserva de emergência sempre foi a poupança. O problema é que essa senhora rende apenas 70% da Selic, que está em 3,50% ao ano*. Isso dá 2,38%. R$ 10 mil na poupança viram R$ 10.238 em um ano. Com a inflação em 6% ao ano, você perde R$ 362 em poder de compra.

  • Nenhum investimento bom para uma reserva de emergência hoje vai cobrir 100% do IPCA – a culpa é da Selic, ainda baixa, e da própria inflação, que anda subindo.

    Mas existem outros investimentos feitos sob medida para guardar as suas economias e que rendem um pouco mais, mesmo após o desconto do Imposto de Renda. Pense em política de redução de danos.

    No Tesouro Selic, por exemplo, você ganha 100% da Selic mais um trocado (0,34% no título com vencimento em 2027). Significa que a sua reserva irá para R$ 10.308,55 líquidos em 12 meses. Começa a ficar um pouquinho mais interessante.

    Continua após a publicidade

    Para valores acima de R$ 10 mil, a B3 cobra uma taxa de custódia de 0,25% anuais, então a vantagem do Tesouro Selic diminui em relação à poupança. Aí existe outra opção: os fundos Selic com taxa zero oferecidos pelas principais corretoras. Sim, aceitar taxas acima de zero não faz mais parte da realidade – vale procurar.

    Já as contas digitais, como Nubank e PagBank, viraram uma espécie de poupança 2.0: o dinheiro depositado lá rende 100% do CDI (hoje igual à Selic), o que transforma os R$ 10 mil em R$ 10.280,50 depois de um ano. Como não tem o pixuleco lá de 0,34% do Tesouro, fica menos atrativo do que ele para valores até R$ 10 mil. A vantagem é a facilidade do resgate: na conta o dinheiro está disponível na hora, no Tesouro Direto o saque leva um dia.

    Para atrair clientes, o PicPay paga 150% do CDI na sua conta digital, o que dá R$ 10.420,75, a mais rentável das possibilidades. O problema é que essa é uma promoção. Quando a Selic estava em 2%, eles pagavam 210% do CDI. Como a tendência é a Selic continuar subindo, existem chances de o PicPay cortar a rentabilidade da conta de novo, reduzindo a vantagem ante os concorrentes.

    Lembrando: a reserva de emergência deve ter dinheiro para cobrir o equivalente a seis meses dos seus gastos atuais, para o caso de você perder o emprego. Se você for um trabalhador autônomo, até um ano, já que não dá para contar com as multas rescisórias do pessoal CLT. O legal é que todos esses investimentos aceitam aplicações iniciais bem baixinhas: dá para construir sua poupança aos poucos.

    *A Selic efetiva é de 2,65%

    Continua após a publicidade
    Publicidade