Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O que é “pivotar”?

Direto do dicionário startupeiro, explicamos com um exemplo curioso.

Por Luciana Lima Atualizado em 14 jan 2021, 15h07 - Publicado em 8 jan 2021, 06h00

É um neologismo derivado do inglês pivot – “girar”. No mundo das startups, significa mudar a direção do negócio.

Um caso interessante: o YouTube foi lançado, em 2005, como uma espécie de Tinder piorado. A ideia era que as pessoas postassem vídeos ali se oferecendo para o “mercado” de namoros.

Os fundadores Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim até patentearam o nome da plataforma no dia de São Valentim, patrono dos apaixonados na gringa. Mas, depois de alguns dias sem nenhuma publicação, o trio decidiu abandonar essa estratégia inicial e “pivotar” o site, abrindo-o para o compartilhamento de qualquer tipo de vídeo.

Apenas um ano depois, venderiam a empresa para o Google por US$ 1,65 bilhão. Ninharia: hoje o YouTube fatura em torno de US$ 15 bilhões por ano.

Continua após a publicidade
Publicidade