Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Diogo Arrais Por Língua É professor de língua portuguesa, consultor de empresas, fundador do Arrais Cursos e criador do Canal Mesma Língua no Youtube

Você sabe a diferença entre “aparte” e “à parte”?

O professor Diogo Arrais explica esta e outras dúvidas sobre Português

Por Diogo Arrais, professor de português (@diogoarrais) Atualizado em 9 dez 2020, 19h52 - Publicado em 16 set 2020, 12h12

00Nos dicionários da nossa Língua Portuguesa, um aparte – substantivo masculino – representa uma interrupção feita a qualquer pessoa durante uma conversa. Em uma construção:

“Durante o discurso do palestrante, o aluno pediu um aparte.”

De acordo com o Aulete, aparte é palavra ou frase com que se interrompe quem fala durante um discurso formal ou uma conversa, ou que a própria pessoa introduz como esclarecimento ou adendo.

Já a expressão “à parte” significa “separadamente”, “isoladamente”. Por ser uma locução adverbial iniciada por “a”, apontando o modo como algo é desenvolvido, o acento grave deve existir:

“Modéstia à parte, sempre desenvolvi bons cálculos.”

“Deixava à parte adjetivos preciosos.”

“Escrevemos à parte alguns nomes.”

Continua após a publicidade

A sangue-frio

Apesar de ser um detalhe, um hífen muda todo o sentido. Em “sangue-frio”, o termo não significa “sangue gelado”, mas “autocontrole”. Se você ainda não sabia, anote: a expressão hifenizada “sangue-frio” tem o sentido de “autocontrole”, “tranquilidade”, “frieza”.

Além disso, diante de palavras masculinas (as quais não representem a ideia de moda, maneira, cultura, estilo) não ocorre crase, ou seja, o “a” não deve ser grafado com o acento grave. Na prática, o uso adequado:

“A sangue-frio, redigiu o último e-mail naquela empresa.”

Para finalizar, não tema o plural desse substantivo composto: sangues-frios. É isto: sangue-frio, sangues-frios.

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

 

Continua após a publicidade
Publicidade