Paralisar ou paralizar: use este macete para saber se o verbo é com S ou Z

Professor Diogo Arrais indica como saber se a grafia de um verbo é com S ou com Z

Mais uma vez, é pauta em nosso país a questão “greve”. Um verbo é repetitivo em relação a esse tema: “paralisar”. De onde vem? Por que é grafado com S (e não com Z)?

Paralisar deriva de paralisia; mantém o S pelo motivo de o substantivo ser grafado também com S. Proveniente do grego “parálysis”, esse verbo em nossa Língua Portuguesa remete a:

a) Fazer perder ou perder a função motora em certa(s) parte(s) do corpo; imobilizar:

  “O tombo paralisou -o da cintura para baixo.”

b)Ficar ou deixar sem ação:

 “A ordem paralisou os motoristas.” 

c)Fazer parar de funcionar:

“A greve paralisou todos os postos de gasolina.”

d)Fazer parar ou parar de progredir; estagnar:

“O fechamento das pistas paralisou aquela cidade. 

Quanto à regência, “paralisar”, como visto acima, é transitivo direto – e isso corresponde ao fato de não haver exigência da preposição (a, com, de, para, por …). Sendo assim, o complemento verbal será um objeto direto, como no exemplo da letra b acima.

Em nossa Língua, os objetos diretos podem ser representados pelos pronomes oblíquos “o(s), a(s)”:

“A ordem paralisou os motoristas.”

“A ordem paralisou-os.” 

Vejamos, agora, a seguinte sentença:

“O frio paralisou-lhe os membros.”           

Uma das possíveis funções do “lhe” é representar a posse. Caso haja a ideia de “dele(s), dela(s), a reescritura pode usar esta ferramenta – o “lhe”: 

“O frio paralisou os membros da criançada.”

“O frio paralisou-lhe os membros.” 

Quanto à grafia, é válido sempre pensar no substantivo. Caso apresente S, “-isar” será com S:

análise – analisar

aviso – avisar

pesquisa – pesquisar

paralisia – paralisar           

Caso o nome não tenha S, “-izar” será com Z:

agonia – agonizar

anarquia – anarquizar

moderno – modernizar

suave – suavizar

 Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

 (foto/Divulgação)

                       

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s