Canadá recruta milhares de profissionais para trabalhar e morar no país

Confira as carreiras mais promissoras no Canadá, os salários oferecidos, os critérios de seleção e um passo a passo de imigração

Em 2019, 364 mil estrangeiros conquistaram residência permanente no Canadá sendo que 136 mil pessoas o fizeram por conta de suas habilidades profissionais.

O país recebe três classes de imigrantes: humanitária (refugiados), familiar (casamento ou parentesco) e econômica (profissionais qualificados). Essa última tenta resolver um dos gargalos de um país com apenas 37,6 milhões de habitantes: vagas de emprego não preenchidas.

Todos os anos 90 mil vagas são criadas e a área de tecnologia é uma das mais promissoras. Segundo a consultoria Randstad Canadá, profissionais de TI encontram mais oportunidades nas cidades de Toronto, Vancouver e Montreal. O salário anual para este tipo de profissional gira em média de 82 mil dólares canadenses (R$ 335 mil, ou R$ 208 mil por mês).

Os cargos com mais vagas disponíveis são: desenvolvedores e programadores; gerentes de projetos de TI; analista de garantia de qualidade; analista de informações; analista de negócios de TI; engenheiro de software sênior; administrador de rede e especialista em suporte técnico.

Áreas de saúde e de vendas, hospitalidade e call center também têm vagas sobrando. As oportunidades são para vendedores, com salário médio de 50 mil dólares canadenses por ano, gerentes de vendas (85 mil dólares canadenses por ano), enfermeiros licenciados, função que tem salário que varia de 76 mil dólares a até 129 mil dólares por ano.  As cidades com mais empresas recrutando para esses cargos, segundo a Randstad são British Columbia, Toronto e Quebec.

Por que os brasileiros são minoria entre os imigrantes no Canadá?

Dos 164 mil estrangeiros que imigraram para o Canadá no ano passado dentro da chamada classe econômica, 1.824 eram brasileiros. Indianos e chineses são as nacionalidades mais numerosas da lista: 86 mil e 30 mil conquistaram residência permanente no país, no ano passado.

“Os brasileiros procuram informação no lugar errado. Tem muito curioso e gente inescrupulosa dando conselho para as pessoas”, diz Ed Santos, sócio da Canadá Intercâmbio e consultor de imigração credenciado pelo ICCRC (Consultores de Imigração do Conselho Regular do Canadá) e membro do CAPIC (Associação Canadense dos Consultores de Imigração Profissional).

No Canadá, é crime fazer o processo imigratório sem ser credenciado. Para evitar fraudes, recomenda-se buscar profissionais no site do ICCRC. Ed indica dois passos simples para saber se um profissional é picareta: verificar se ele tem uma empresa com endereço formal e telefone.  “Muitas vezes, essa rapaziada faz vídeos bem produzidos no Youtube promovendo novidades que nada têm de relação com a execução de um processo imigratório”, explica.

Passo a passo para quem quer emigrar para o Canadá

O primeiro ponto é entender que o processo imigratório é complexo. “Não tem nada de fácil. Atualmente são mais de um milhão de estrangeiros inscritos na seleção. Se o número de brasileiros que conquistaram residência permanente é de apenas 1,8 mil em 2019, você acha mesmo que é fácil conseguir?”

O segundo passo é entender os critérios que o governo do Canadá usa na seleção de imigrantes. “ Muita gente não entende que se trata de um processo seletivo”, diz Ed.

Um dos sistemas mais rápidos de imigração e o mais popular para trabalhadores estrangeiros é o Express Entry, que é federal.  Para se candidatar a este sistema, é preciso criar um perfil on-line com informações sobre idade, educação, experiência profissional, habilidades de inglês ou francês e adaptabilidade, que são os principais critérios de seleção. Os cônjuges dos postulantes também são avaliados durante a seleção só que em dois critérios: conhecimento de inglês ou francês e formação acadêmica.

“Neste caso você não precisa de uma oferta de emprego para dar início ao processo imigratório. Mas é preciso que você esteja preparado financeiramente, porque pode demorar até seis meses”, diz.

No último sorteio do sistema Express Entry, 3.200 candidatos receberam convites para se candidatar-se à residência permanente no país. Ao todo, o Canadá enviou 85.300 ITAs (Invitation to Apply – Convite para aplicar para Residência Permanente, na tradução) para candidatos que atenderam às exigências feitas pelo governo canadense.

A maioria das províncias e territórios trabalha com o Sistema Federal Express Entry para facilitar a entrada de imigrantes. Mas dependendo da demanda de cada província por profissionais as regiões lançam mão de programas provinciais.

Existem basicamente dois tipos de programas PNPs (Provincial Nominee Program, programas provinciais de candidatos, na tradução): PNP do trabalhador qualificado e o PNP de imigração de negócios.

O primeiro permite que profissionais experientes recebam uma oferta de uma empresa provincial local se a sua qualificação atender às necessidades daquela região. As províncias canadenses do Atlântico possuem esse tipo de programa. A reportagem da VOCÊ S/A esteve nessa região e pode conferir as oportunidades para brasileiros.

Já o PNP de imigração de negócios é indicado para empreendedores ou investidores. Neste caso, ou a pessoa estabelece um novo negócio; ou investe dinheiro ou entra numa joint venture com uma empresa local.

Após a aprovação no PNP, o visto do trabalho pode ser providenciado rapidamente. Mas costuma-se considerar de seis a oito meses para finalizar todo o processo, segundo Ed.

O terceiro passo do planejamento para imigração é entender em qual processo imigratório o seu perfil tem mais pontuação na seleção. “São mais de 60 possibilidades de processos imigratórios e um profissional capacitado para consultoria pode sugerir o processo para o qual melhor se adequa o perfil tendo em vista: idade, formação, proficiência no idioma, experiência”, diz Ed.

O quarto passo é agir para melhorar a pontuação no processo. Conquistar fluência em inglês ou em francês, por exemplo, pode ser necessário.

Quer saber se o seu nível de inglês é suficiente?

Confira qual é o sistema de classificação de nível de inglês mais usado por processos seletivos educacionais ou profissionais em admissões:

Teste seu nível de inglês

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.