Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Luiza Trajano anuncia sucessão em Magazine Luiza, a partir do ano que vem

Fred Trajano, filho de Luiza, será o novo CEO do Magazine Luiza a partir de 1 º de janeiro

Por Por Mariana Amaro Atualizado em 17 dez 2019, 15h25 - Publicado em 19 nov 2015, 10h50

SÃO PAULO – “Estou muito feliz com a maneira com que o Magazine Luiza realizou o processo de sucessão, anunciado nesta semana”, escreveu Luiza Trajano, na área de publicações pessoais do LinkedIn. 

 

Ontem, durante as comemorações do aniversário de 58 anos da companhia com presença de 1 500 líderes e os tios de Luiza e fundadores da rede, foi anunciado que o membro da terceira geração da família fundadora da rede e o atual diretor de operações, Fred Trajano, será o presidente da companhia a partir do ano que vem. 

 

Em seu texto, Luiza exaltou os cuidados com governança corporativa da companhia, que, desde os anos 1990, começou a auditar os seus balanços, uma prática pouco comum em empresas de capital fechado, familiares e varejistas. 

Continua após a publicidade

“Ele é um profissional da mais alta qualidade técnica e humana”, elogiou Luiza. “Foi responsável por diversas inovações nos 15 anos em que passou pelas mais variadas áreas e assume o cargo de Marcelo Silva, um dos mais admirados executivos do varejo brasileiro”, explicou. Marcelo, por sua vez, passará para a vice-presidência do Conselho Consultivo. Luiza será agora a presidente do Conselho. 

Leia mais

+“Ser criativo é importante em qualquer área”, diz o CEO do Cirque du Soleil

Frederico Trajano, do Magazine Luiza, fala dos seus planos

Frederico, 41 anos, assumirá uma companhia que passa por um dos momentos mais complicados de sua história. A  empresa abriu capital em 2011 e chegou a alcançar um valor de mercado de 3 bilhões de reais. Hoje, está avaliada em 245 milhões. Em seu balança de resultado do terceiro trimestre, a rede registrou mais de 19 milhões de prejuízo líquido. Mas a escalada de Fred já parece ter um efeito positivo: quando anunciada, elevou as ações da companhia em mais de 5%. 

Em entrevista à VOCÊ S/A, ele falou que “o  novo profissional do varejo é menos intuitivo do que no passado. Ele precisa ter muito mais base para tomar uma decisão. E hoje você conta com um enorme volume de informações, o chamado big data”. Ele contou mais sobre as habilidades que um profissional do varejo deve ter e como funciona o seu laboratório de desenvolvimento e inovação nesta entrevista. 

Continua após a publicidade
Publicidade