Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Contratar bom funcionário ou demitir funcionário tóxico?

Demitir um funcionário tóxico pode ser mais vantajoso e lucrativo do que contratar um profissional mais caro

Por Por Anna Carolina Rodrigues Atualizado em 17 dez 2019, 15h26 - Publicado em 9 out 2015, 14h25

Um estudo recente da Kellogg School of Management, da Northwestern University, nos EUA, mostrou que demitir um funcionário tóxico pode ser mais vantajoso e lucrativo do que contratar um profissional mais caro.

A conclusão foi feita após análise de dados de 58 mil funcionários de 11 empresas, fornecidos pela consultoria Cornerstone.

Segundo o autor Dylan Minor, já existem muitos estudos que analisam as vantagens de se ter funcionários de alta performance, mas ainda são poucos aqueles que investigam os prejuízos que um funcionário tóxico pode trazer para a empresa.

Esse tipo de profissional geralmente cumpre metas e traz bons resultados no curto prazo – mas pode usar de maneiras moralmente e até eticamente condenáveis para alcançar os objetivos. No longo prazo, porém, esse comportamento pode trazer prejuízos com processos, manchar a reputação da empresa e também afastar outros bons funcionários da empresa que não se sintam bem em trabalhar com esse tipo de profissional.

Leia o estudo na íntegra

Continua após a publicidade
Publicidade