Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Como a computação em nuvem multiplicou as startups

Para André Nazareth, da Amazon Web Services, a tecnologia foi a responsável pelo crescimento desse tipo de empresa no mercado

Por Por Redação Você S/A Atualizado em 17 dez 2019, 15h21 - Publicado em 9 Maio 2016, 10h30

São Paulo – Em 2005, com a criação da computação por nuvem desenvolvida pela Amazon Web Services (AWS), o cenário começou a mudar para o mercado de startups. Em uma época em que ainda nem se falava no termo, a tecnologia ajudou essas novas empresas a diminuírem os gastos com hardware. A ideia da nuvem era então produzir mais com menos: em vez de ter que comprar servidores, o empreendedor poderia alugar o serviço da AWS.

 Antes da criação da nuvem, segundo André Nazareth, líder de desenvolvimento de negócios com startups da AWS, era necessário investir pelo menos 5 milhões de dólares para bancar os custos do novo negócio. “Já hoje você pode começar uma startup na sua casa com um investimento muito  mais baixo, como de 5 000 reais”, diz o executivo, que também já se aventurou nesse mercado durante quatro anos na startup Meu Carrinho.

Leia mais

Kekanto usa job rotation como atrativo para profissionais

Continua após a publicidade

+ Cinco tendências para o setor de coworkings

+ Suécia obriga homens a tirar 90 dias de licença-paternidade

O serviço em nuvem, além de diminuir os custos de investimentos, acelerou o processo de testes tecnológicos e a funcionalidade das novas empresas. “Tem muita empresa hoje que ainda usa métodos antigos, demorando quase um ano entre o profissional ter uma ideia e começar a desenvolvê-la. Aí não dá para competir com startups, que fazem testes três ou quatro vezes toda semana”, diz André. 

A AWS realizou, no fim de abril, o evento Cloud Kata, que discutiu a importância da computação em nuvem e a retenção de talentos em startups.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)