Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Busca por novos mercados incentiva exportações

A crise interna e o dólar alto tornam os produtos brasileiros mais competitivos no mercado externo

Por Por Redação Você S/A Atualizado em 17 dez 2019, 15h20 - Publicado em 13 jul 2016, 10h37

Entre as empresas brasileiras que comemoram resultados apesar da crise estão as que apostam nas exportações. Enquanto em 2014 a balança comercial registrou déficit de 4 bilhões de reais, para este ano, a previsão é de superávit de 50 bilhões. 

O incentivo às exportações vem da necessidade de buscar novos mercados, frente à crise interna, e do dólar alto, que torna os produtos brasileiros mais competitivos no mercado externo. O brasileiro Gilberto Lima Junior, vice-presidente da Câmara Americana de Comércio (Amcham-DF) e recém-nomeado alto representante para a América Latina e Caribe dentro da  União dos Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, terá a missão de aproveitar esse momento favorável para promover a exportação pelo país. 

O mercado de trabalho agradece, já que, segundo o Ministério do Desenvolvimento, a cada 1 bilhão de dólares em exportações, são gerados 50 000 empregos no Brasil. 

Esta nota foi publicada originalmente na edição 216 da revista Você S/A com o título “Saldo positivo” e pode conter informações desatualizadas

Você S/A | Edição 216 | Julho de 2016 

Assine

Continua após a publicidade
Publicidade