Franquia de escola de idiomas KNN mira liderança no Brasil

Criada por Reginaldo Boeira, rede pretende chegar a 550 unidades e deve faturar 1 bilhão de reais ainda em 2020

Recentemente, a KNN Idiomas entrou para a lista das 50 maiores franquias do país, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Hoje, figura entre as cinco maiores do segmento, mas a meta de seu fundador, Reginaldo Boeira, é transformar a franquia na maior rede de escolas de idiomas do país em apenas três anos.

O contato de Boeira com a língua inglesa começou cedo. Ele vivia no interior de Minas Gerais com seus pais e dez irmãos e, aos 7 anos de idade, um rádio a pilha que sintonizava uma estação de Londres aguçou sua curiosidade. “Fiquei fascinado pelo idioma que os locutores falavam. Anos depois, estudei inglês em escolas particulares e percebi que faltava uma metodologia que respeitasse as particularidades do aprendizado de cada aluno. Visto que a maioria das metodologias é importada, era necessário existir uma que fosse exclusiva para os nativos do português. Foi então que desenvolvi a KNN”, afirma.

A marca foi fundada no interior de São Paulo, em 2004. Dez anos depois, Boeira entrava no mercado de franquias. “Tínhamos uma unidade em Itapema, litoral norte de Santa Catarina. Em 2014, vi que somente em Balneário Camboriú, cidade vizinha, havia quase 40 escolas particulares de idiomas. Muitos me chamaram de louco ao querer abrir uma escola por lá, porém afirmei que, se eu conseguisse fazer dar certo, poderia ter sucesso em qualquer lugar. Pouco tempo depois, a escola já possuía 1 000 alunos”, conta o empresário. Hoje, são 450 unidades franqueadas em quase 20 estados brasileiros.

KNN Idiomas: faturamento da empresa em 2019 foi superior a 500 milhões de reais, com crescimento de 380% entre 2016 e 2018

KNN Idiomas: faturamento da empresa em 2019 foi superior a 500 milhões de reais, com crescimento de 380% entre 2016 e 2018 (Divulgação/Abril Branded Content)

Desafios superados

Em 2019, o faturamento da empresa foi superior a 500 milhões de reais, com crescimento de 380% entre os anos de 2016 e 2018. “No momento em que o país mais sofreu com a instabilidade econômica, conseguimos desenvolver estratégias e oportunidades tanto com investidores quanto com os clientes. A educação é um ramo de inesgotáveis possibilidades: é lucrativo e ao mesmo tempo gratificante”, ressalta.

Essa não foi a primeira vez que o empresário superou uma crise. Boeira passou por três falências antes de prosperar no mundo dos negócios. De acordo com o CEO, o segredo do sucesso foi a transparência. “Para um negócio fazer sucesso, tem que haver confiança. Sem confiança não há segurança, sem segurança não há investimento e sem investimento não há empresa”, aposta Boeira. Além disso, é preciso ter uma metodologia que enxerga o universo de oportunidades que o aprendizado de um idioma proporciona para uma pessoa. “O inglês é bom para o currículo, mas queremos formar cidadãos do mundo, com liberdade e oportunidade de conhecer lugares, culturas e pessoas, o que só é possível com esse domínio.” Os números falam por si. Cada escola faz de 30 a 60 matrículas por mês durante todos os meses do ano, segundo o empreendedor.

Outra ponta importante do negócio está relacionada aos franqueados. Ao se tornarem parte da rede, os investidores contam com suporte presencial e remoto em todos os setores vitais para o funcionamento de uma escola. “Não cobramos 1 real sequer de royalties. O único vínculo que o franqueado possui com a KNN se dá por meio do material didático”, explica.

Atualmente, existem três modelos de franquia, negociados de acordo com o número de habitantes do município onde será instalada a unidade. Cidades com até 20 000 habitantes têm acesso à franquia compacta, com número de funcionários, investimento e estrutura física da escola menores. Já investidores de municípios que tenham entre 20 000 e 50 000 habitantes podem adquirir a franquia plena e, em cidades com mais de 50 000 habitantes, o modelo é o master, com escolas que ultrapassam 1 000 alunos. A taxa de franquia da KNN custa a partir de 22 000 reais.

Para 2020, a meta é abrir as portas de mais 70 escolas até o fim de fevereiro e fechar o ano com 550 escolas, além de faturamento próximo a 1 bilhão de reais. As novas unidades estão previstas para Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraíba, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. “Para tornar a KNN a maior rede de escolas de idiomas do país em três anos, temos um planejamento claro e conciso, unido a muito trabalho e vontade, com muito gás para continuar e alcançar cada vez mais resultados.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: