Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Fraudadores do auxílio emergencial devem cair no filtro da Receita

Prejuízo dos demitidos do Itaú deve ser dobrado. Além de ficarem sem emprego, vão ter de devolver o dinheiro na declaração do Imposto de Renda.

Por Tássia Kastner Atualizado em 18 mar 2021, 11h51 - Publicado em 8 mar 2021, 08h00

O Itaú demitiu 50 funcionários depois de descobrir que eles haviam pedido o auxílio emergencial do governo federal no ano passado. O benefício foi criado para pessoas desempregadas ou informais que tivessem ficado sem renda durante a primeira onda da pandemia – o que até então não era o caso deles, claro. O banco entendeu a prática como desvio de conduta.

Quase 70 milhões de brasileiros receberam o auxílio no ano passado, e as fraudes vão mais longe. O governo identificou mais de 600 mil servidores públicos que receberam o dinheiro de forma indevida.

Os demitidos do Itaú vão ter ainda mais um prejuízo. É que uma das coisas que melhor funcionam no Brasil é a declaração do Imposto de Renda, e o auxílio emergencial precisa entrar na prestação de contas à Receita deste ano. Mas não é só informar e tudo certo.

Quem teve renda superior a R$ 22.847,76 no ano passado, sem contar o próprio auxílio, vai ter que devolver o dinheiro da ajuda ao governo. Isso vai ser feito com um boleto emitido ao fim da declaração do IR, como se fosse um imposto a pagar. E omitir o auxílio na declaração não dá: o governo entregou à Receita a lista de quem recebeu a grana. Fuén.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VC S/A! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VC S/A, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

App VC S/A para celular e tablet, atualizado mensalmente.


a partir de R$ 12,90/mês