Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Veja quanto os empreendedores pagam de taxa para usar o Pix

Para pessoa física, o Pix é gratuito. Mas os PJs precisam pagar taxas para os bancos e para as adquirentes de cartão.

Por Juliana Américo Atualizado em 18 jun 2021, 09h18 - Publicado em 7 jun 2021, 14h23

O Pix caiu nas graças dos brasileiros – mas basicamente para quem é dono de CPF. De todas as transações realizadas em maio, 75% foram feitas entre pessoas físicas. Os outros 25% se dividem entre uma pessoa pagando uma empresa (12%), uma empresa pagando uma pessoa (11%) ou transferência entre empresas (3%).

É que empresas precisam fazer contas antes de pagar ou receber um Pix. O sistema é de graça entre pessoas e MEIs, mas os bancos podem cobrar pelo dinheiro que as empresas em geral mandam e recebem. Nos primeiros meses, houve isenção, mas agora as taxas chegam a 1,45% (no caso do Itaú, o mais careiro deles). A Caixa e os bancos digitais, como Nubank e Inter, mantiveram a isenção concedida a clientes pessoa física.

Empresas de maquininhas de cartão também aceitam Pix. Se você é um lojista e gera um QR-Code de Pix no seu aparelho, vai pagar uma taxa menor do que se vender no crédito ou no débito. As taxas ficam ao redor de 1,89% – bem abaixo do sistema de cartão, que pode ultrapassar os 5%.
Com uma vantagem: o dinheiro cai na mesma hora na conta da empresa. Quando um cliente paga com cartão, você sabe, o valor fica bloqueado por dois dias (no débito) ou 30 dias (no crédito). Se quiser receber na hora, terá que pagar juros.

Veja quais são as taxas cobradas pelos bancos:

Banco do Brasil

Taxa de transferência via Pix: 0,99% do valor da transação, com o mínimo R$ 1 e o máximo R$ 10
Taxa de recebimento via Pix: 0,99% do valor da transação, com tarifa máxima de R$ 140

Bradesco

Taxa de transferência via Pix: 1,4% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 1,65 e máxima de R$ 9
Taxa de recebimento via Pix: 1,4% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 0,90 e máxima de R$ 145

C6 Bank

Taxa de transferência via Pix: Não cobra taxas
Taxa de recebimento via Pix: Não cobra taxas até a 100º transferência; R$ 0,15 por transação a partir da 101º transferência

Caixa

Taxa de transferência via Pix: Não cobra taxas
Taxa de recebimento via Pix: Não cobra taxas

Itaú

Taxa de transferência via Pix: 1,45% do valor da transferência, com tarifa mínima de R$ 1,75 e máxima de R$ 9,60
Taxa de recebimento via Pix: 1,45% do valor pago com tarifa mínima de R$ 1 e máxima de R$ 150

Continua após a publicidade

Inter

Taxa de transferência via Pix: Não cobra taxas
Taxa de recebimento via Pix: Não cobra taxas

Nubank

Taxa de transferência via Pix: Não cobra taxas
Taxa de recebimento via Pix: Não cobra taxas

Santander

Taxa de transferência via Pix: 1% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 0,50 e máxima de R$ 10
Taxa de recebimento via Pix:

  • QR Code estático ou dinâmico: R$ 6,54
  • QR Code via checkout (para compras online): 1,4% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 0,95
  • Chave Pix: 1% do valor da transação, com tarifa mínima de R$ 0,50 e máxima de R$ 10

– – –

Veja também quais são as taxas cobradas pelas adquirentes:

Cielo

Taxa de recebimento via Pix: a partir de 0,7% por transação
Taxa de recebimento via cartão:

  • Débito: entre 1,99% e 2,39%
  • Crédito à vista: 4,99%;
  • Crédito parcelado: entre 4,49% e 5,99% mais a taxa de 2,99% por parcela

PagSeguro

Taxa de recebimento via Pix: até 1,89% por transação
Taxa de recebimento via cartão:

  • Débito: 1,99%
  • Crédito à vista: entre 3,19% e 4,99%
  • Crédito parcelado: entre 3,79% e 5,59% mais a taxa de 1,41% por parcela

Rede

Taxa de recebimento via Pix: não cobra taxas
Taxa de recebimento via cartão:

  • Débito: 1,99%
  • Crédito à vista: entre 3,49% e 5,48%
  • Crédito parcelado: entre 3,49% e 5,48% mais a taxa de 1,99% por parcela

Stone

Taxa de recebimento via Pix: não divulgado*
Taxa de recebimento via cartão:

  • Débito: 1,99%
  • Crédito à vista: entre 3,49% e 4,98%
  • Crédito parcelado: entre 3,49% e 4,98% mais a taxa de 1,99% por parcela

*A Você S/A entrou em contato com a empresa, mas teve a confirmação das taxas até a publicação desta edição
** As taxas foram conferidas no dia 07 de junho, elas podem sofrer alterações 

Continua após a publicidade
Publicidade