Quer comprar um iPhone 6s Plus? Veja 10 dicas para economizar e conseguir

Corte despesas pequenas e adapte outras para alcançar o objetivo

SÃO PAULO – Os novos aparelhos iPhones 6s e 6s Plus já estão à venda no Brasil e o modelo mais simples sai por R$ 3.199 . Já a versão mais cara dos novos aparelhos chega a R$ 4.899. Com esses preços, estes já são os smartphones mais caros do mercado brasileiro, posto anteriormente ocupado pelo Galaxy Note 5 32GB. Se você é uma das pessoas que está disposta a pagar uma pequena fortuna pelo aparelho da Apple, o GuiaBolso recomenda que você não deixe de pagar as despesas essenciais (moradia, transporte, saúde, educação e mercado) e nem de investir uma parcela do orçamento para comprar o celular. A dica é usar um dinheiro já guardado para seus sonhos ou economizar nos meses em que estiver pagando as parcelas do celular. 

Veja 10 dicas para te ajudar a economizar e comprar um iPhone 6S:

1) Faça mais passeios gratuitos

Trocar uma ida ao cinema ou show por passeios gratuitos ou de baixo custo, como os oferecidos pelas prefeituras e os Sescs, podem fazer uma grande diferença no fim do mês. 

Exemplo: O gasto médio de uma ida ao cinema em São Paulo, por exemplo, sai por R$ 45 (R$ 30 de ingresso inteira + R$ 15 de pipoca e refrigerante), isso sem contar estacionamento e outras compras que você pode fazer se for ao shopping. 

Ação: Se você costuma ir duas vezes por mês ao cinema, são no mínimo R$ 90 que você pode economizar se aproveitar uma sessão de filme ou teatro gratuita e levar algo de casa para beliscar. 

2) Chame os amigos para um jantar em casa

Com a inflação de comer fora de casa em 9%, uma boa opção é dividir os ingredientes entre os amigos e fazer um jantar caseiro no fim de semana. Também é mais fácil controlar a vontade de sair do restaurante e ir para algum bar ou balada. 

Exemplo: O preço médio por casal em um restaurante de médio porte em São Paulo não sai por menos de R$ 100. Com bebidas alcóolicas, a conta pode subir facilmente para R$ 200. Se a noite ainda terminar em uma balada, adicione mais R$ 80, no mínimo a essa conta. 

Ação: Ao chamar amigos para jantar em casa, você deve gastar entre R$ 30 a R$ 60 no mercado para o casal e pedir às pessoas para levarem suas bebidas e a sobremesa. 

Economia: Até R$ 140 por refeição. Se fizer isso três vezes por mês, são R$ 420 por mês poupados. 

3) Vá ao aeroporto de ônibus ou Uber

Para quem vai viajar para um aeroporto fora da cidade, há opções mais baratas do que táxi, se não tiver alguém que te leve. 

Exemplo: Se você mora em São Paulo e precisa ir para o aeroporto internacional de Guarulhos, gastaria, em média, R$ 200 com táxi. 

Ação: Se pedir o serviço de transporte de passageiros Uber sai 37% mais barato (média R$ 125). Se for com o Airport Bus, a tarifa não ultrapassa R$ 42, ou seja, uma economia de quase 80%. Há ainda uma opção de ônibus intermunicipal que sai da estação Tatuapé do metrô que cobra apenas R$ 5,15 – mas não esqueça de incluir o preço do metrô até o Tatuapé na conta (R$ 3,50). Mesmo assim, sai apenas por menos de R$ 10. 

Economia: Entre R$ 75 e R$ 190 

Dica extra: Vale a pena acompanhar os aplicativos de táxis, como 99taxi e Easytaxi que, frequentemente, fazem promoções para os usuários. 

4) Leve sua garrafinha de água ao almoço

Carregar a garrafinha de água para os lugares em que você vai é mais do que um ato de saúde, é também uma maneira de economizar. 

Exemplo: Se toda vez que você almoça fora consome alguma bebida – água, suco ou refrigerante – gasta por refeição de R$ 3 a R$ 8 apenas com a bebida. 

Ação: Levar a garrafinha no almoço fora de casa para beber quando estiver com sede nas refeições. 

Economia: Entre R$ 66 e R$ 176 por mês 

5) Tome café no escritório

Muitas pessoas têm o hábito de tomar um café depois do almoço. O hábito, apesar de mais gostoso em uma doceria ou padaria, pode sair bem caro no fim do mês.

Exemplo: Um café em grandes cidades custa, em média, R$ 3,50. Se você tomar café pelo menos 20 dias no mês, são R$ 70 a menos na conta. 

Ação: Deixe para tomar o café no escritório

Economia: R$ 70 se você toma uma vez ao dia e R$ 140 se toma 2 vezes

6) Deixe o carro em casa e use transporte público

Além das despesas com combustíveis, que estão 20% mais caras este ano (IPCA/IBGE), a manutenção, seguro e estacionamento também encarece a conta de transportes para quem usa o carro para ir trabalhar. 

Exemplo: Se você mora na Grande São Paulo, gasta em média R$ 300 por mês com combustíveis, além de R$ 350 com estacionamento, sem considerar a manutenção e seguro. O gasto soma, então, R$ 650 por mês.

Ação: A passagem de ônibus e metrô ida e volta custa R$ 7. A integração metrô/trem e ônibus com o Bilhete Único sai por R$ 5,45 o bilhete, ou seja, R$ 10,90 ida e volta. Usando transporte público nos dias úteis o gasto será de R$ 154 a R$ 240.

Economia: Entre 63% (R$ 410 poupados) e 76% (quase R$ 500). 

Dica extra: Se puder, vá alguns dias no mês de bicicleta ou a pé ao trabalho – uma ótima forma de economizar e cuidar da saúde!

7) Faça as unhas em casa

Mulheres gostam de cuidar da aparência, mas idas frequentes ao salão de beleza podem pesar bastante no orçamento. 

Exemplo: Fazer as unhas no salão de beleza toda semana (4 vezes manicure a R$ 20 e 2 pedicure a R$ 25) representa um gasto de R$ 130/mês.

Ação: Prefira fazer as unhas em casa. 

Economia: Se deixar de fazer unha duas semanas no salão já consegue economizar R$ 90 (pé e mão).

8) Troque a TV a cabo por serviço de streaming de filmes

Com o avanço dos serviços customizados de filmes e seriados, fica mais fácil economizar. Se você não costuma assistir muito TV, vale a pena substituir o serviço de TV a cabo por outro mais barato.

Exemplo: Um plano de TV por assinatura intermediário sai por aproximadamente R$ 200 ao mês.

Ação: Substituir esses serviços por um de streaming de vídeos que, além de ser 90% mais barato te dá uma gama de opções maior e você pode assistir na hora e onde estiver.

Economia: O Netflix, por exemplo, custa R$ 20. A economia, então, é de R$ 180.

9) Troque o plano de celular para um pré-pago ou controle

Celular pós-pago é uma caixinha de surpresa se você não for uma pessoa controlada ou estiver com um plano que não adequado a seu perfil de demanda por voz e dados. 

Exemplo: Um plano pós-pago leva do seu salário no fim do mês, em média, R$ 100. Há quem gaste acima de R$ 200. 

Ação: Troque seu plano pós-pago para um controle ou pré-pago, que custam entre R$ 30 a R$ 60 por mês.

Economia: Com a troca você conseguirá diminuir pela metade a conta de celular no fim do mês facilmente e, com isso, economizar, no mínimo, R$ 50. 

10) Aumente a renda

Se, por um lado, diminuir os gastos é uma forma de poupar e poder comprar algo que queira, como um iPhone 6S, por outro, procurar atividades que rendam um dinheiro extra pode ser uma boa saída. 

Ação: Se você tem produtos que comprou e não usa, pode vendê-los em sites como Enjoei, Mercado Livre, OLX, entre outros. Também vale procurar trabalhos extras em sites como 99freelas, Trampos.co e outros. 

Ganhos: A renda extra vai depender da sua profissão ou do que você quer vender. Seu celular antigo, por exemplo, pode valer R$ 300, a bota que não saiu da caixa, outros R$ 150 e a bicicleta que você não usa R$ 500. Dois dias da semana como garçom também pode lhe dar R$ 560 a mais no fim do mês.  

edição – Anna Carolina Rodrigues

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: