Como saber se o seu CPF foi usado em fraude para pedir auxílio emergencial

Em questão de segundos é possível saber se o seu nome foi usado indevidamente para solicitar o auxílio emergencial

São Paulo – Para saber se o seu CPF foi usado indevidamente em cadastro para pedir auxílio emergencial é preciso acessar o site da DataPrev para consulta ao resultado da análise de solicitação do benefício. Link: https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta/#/

Ao informar CPF, nome completo, data de nascimento e nome completo da mãe o cidadão pode receber quatro tipos de respostas: benefício aprovado, benefício não-aprovado, requerimento não encontrado, requerimento retido e dados inconclusivos.

Caso a resposta seja diferente de “requerimento não encontrado”, há algo errado e o CPF pode ter sido usado para fraude na solicitação de auxílio emergencial.  As denúncias podem ser feitas no site do sistema Fala.Br  ou pelos telefones 121 ou 0800 7070 2003.

Confira o que significam cada uma das respostas:

Benefício aprovado: foi feita uma solicitação já  aprovada receber o auxílio emergencial. A data de envio para a Caixa não representa a data efetiva do pagamento do benefício. O calendário está disponível no site da Caixa.

Benefício não aprovado: foi feita uma solicitação e ela foi negada. A resposta também já traz qual foi o problema com os dados informados e motivo da reprovação do pedido.

Requerimento não encontrado: não foi recebida solicitação de Auxílio Emergencial pela DataPrev.

Requerimento retido: a solicitação está com a equipe de homologação do Ministério da Cidadania para verificação dos dados. É preciso aguardar um reprocessamento das informações pela Dataprev

Dados inconclusivos: inconsistências das informações dadas na solicitação do auxílio impedem que o pedido seja processado. Será preciso fazer um novo pedido para correção, confirmação ou complementação dos dados informados.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ S/A? Clique aqui e assine VOCÊ S/A  por R$ 9,90 por mês.

Gosta da VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante,  por R$ 9,90 mensais.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.