Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Guru Perguntas & Respostas

O que é o efeito manada?

É um comportamento que explica várias bolhas no mercado financeiro – e tem origem na evolução. Entenda.

Por Bruno Carbinatto, Alexandre Versignassi Atualizado em 10 fev 2022, 22h33 - Publicado em 11 fev 2022, 06h35

“Se todo mundo pular pela janela, você vai pular também?” Hum… Nossas mães estavam erradas na formulação dessa pergunta retórica. Provavelmente você pularia junto. A culpa é da evolução. Somos animais sociais. Se todo mundo sair correndo, sentimos uma pulsão violenta de ir junto. No ambiente selvagem, no qual a humanidade passou 99,9% de sua história enquanto espécie, essa costuma ser a melhor pedida. Pode ter aparecido um predador, e só você não viu. Seguir a manada é um instinto de sobrevivência poderoso – logo, irresistível. E se a manada zarpar para um precipício, azar. 

Acontece o tempo todo no mercado financeiro. Um dos casos mais notórios foi a Bolha da Internet, entre 1996 e 2000, quando o índice Nasdaq subiu de 1.000 para 5.000 pontos, uma alta de 400% – absolutamente incomum para um índice que, na época, contava com 4.875 empresas (hoje são 3.566). Quanto mais companhias existem num índice, afinal, menos volátil ele fica, já que as altas e baixas de cada uma das ações cancelam-se mutuamente. Tínhamos ali uma alta generalizada. Puro efeito manada. 

Todo mundo estava maravilhado com as possibilidades que a internet (uma novidade na época) poderia trazer. Cada vez mais companhias entravam na Nasdaq, a bolsa americana que concentra as empresas de tecnologia, seguidas por hordas de investidores prontos para apostar suas fichas nelas. Boa parte delas, porém, sequer tinha um modelo de negócios: na ausência de faturamento, divulgavam números de audiência nos balanços.

Em meados do ano 2000, a ficha caiu, e a manada passou a correr na direção oposta. Entre junho e setembro daquele ano, o índice Nasdaq desabou de volta para os 1.000 pontos. Quem tinha entrado no auge, perdeu 80% do dinheiro. Pois é: o efeito manada se torna mais agudo nos movimentos ladeira abaixo. O psicólogo Daniel Kahneman, aliás, ganhou o Nobel de economia em 2002 justamente por ter provado isso cientificamente. Uma série de experimentos dele e de seus colegas mostra que, para cada indivíduo, a dor da perda costuma ser mais intensa do que o júbilo com o ganho. Logo, as quedas por efeito manada são mais bruscas do que as altas. Cuidado. Se você investir em alguma coisa só porque “todo mundo está fazendo isso” corre, sim, o risco de estatelar-se. Ponto para as mães. -

--
Arte/VOCÊ S/A
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Tempo é dinheiro. Informação, também. Assine VC S/A e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo de VC S/A. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro.

Cobertura diária do fechamento do mercado.

Receba mensalmente a VC S/A impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VC S/A, para celular e tablet.


a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Análises completas sobre o mercado financeiro e cobertura diária do fechamento do mercado.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)