Fórum de igualdade racial promove empregabilidade negra

Fórum Sim à Igualdade Racial chega ao seu quinto ano com ação especial com a 99jobs

Acontece neste sábado, 10 de outubro, a quinta edição do Fórum Sim à Igualdade Racial, evento promovido pela ID_BR, ONG com foco na aceleração da promoção da igualdade racial. Neste ano o evento terá duração de 6 horas e acontecerá online. Também contará com uma ação especial em parceria com a 99 jobs, a “Trampa Comigo”, que promove reserva de vagas para profissionais negros desde 2019. Ao todo serão ofertadas 100 vagas de trabalho e a possibilidade de se cadastrar em 20 bancos de talentos.

O Fórum Sim à Igualdade Racial nasceu em 2016, junto com a ong ID_BR, ambos idealizados por Luana Génot, que hoje, além de fundadora, é diretora executiva da entidade. Luana, além de muitas outras influências, foi muito impactada por uma de suas experiências internacionais, mais especificamente, no Estados Unidos, onde conseguiu perceber diferenças na pauta de empregabilidade negra entre os países. Isso fortaleceu seu objetivo de fazer a conexão entre empresas e profissionais negros brasileiros.

 

Um grito urgente

O Fórum Sim à Igualdade Racial acontece em meio a uma onda de debates sobre políticas de inclusão da população no mercado de trabalho, por conta do anúncio de programas de trainee exclusivos para profissionais negros.

Para Aline Nascimento, analista de treinamentos e ações afirmativas da ID_BR, as políticas de inclusão ainda são importantes, por conta de uma estrutura criada por brancos e que privilegiam essa mesma população, em detrimento dos negros no Brasil. “Esse mesmo Brasil que construiu eternos não-lugares para a população negra possibilitou mundos de oportunidades para a população branca”, defende, explicando sobre um sistema de políticas de cotas em universidades para filhos de fazendeiros na década de 1960, pela chamada “Lei do Boi”,  ao mesmo tempo que em 1850 foi instaurada a chamada “Lei de Terras” que dificultou o acesso de negros a essas propriedades. “A gente começa a pensar e a entender o quanto esse país tinha uma dívida histórica com a população negra por conta desses lugares de negação”, conclui.

Do ponto de vista de negócios, projetos de inclusão são primordiais para a viabilidade das companhias no longo prazo. Aline conta o caso de uma  empresa que percebeu que um novo produto não poderia ser lançado no Brasil sem passar por ajustes para o público negro. “Quando estavam prestes a lançar, fizeram um teste interno e receberam o feedback de um dos colaboradores, que era negro, que disse que o produto não está funcionando comigo, que não lia a sua pele”, diz Aline.

Como começar 

Para as empresas que querem começar a pautar a questão da diversidade, Aline, dá algumas dicas: fazer um mapeamento dos seus funcionários, conduzir pesquisas internas de clima e entender se as pessoas estão confortáveis em abrir como se sentem na empresa. Aí, sim as empresas devem incluir a questão no planejamento estratégico. 

“Se diversidade e inclusão é um valor da sua instituição, esse valor precisa estar junto com o planejamento estratégico. Você precisa ter uma noção de onde você quer chegar”, explica Aline, pontuando que é preciso estabelecer metas, bem como prazos para cumpri-las. Além disso, repensar recrutamento e avaliação, não para “baixar a régua”, mas sim para ter medidores mais adequados e inteligentes. 

Por fim, não basta apenas incluir. O letramento de todos sobre a questão racial é primordial. “Precisamos pensar em inclusão, pensando em letramento. Para além do contato com o outro eu não vou entender a complexidade, eu preciso ser letrado. É importante investir em qualidade de informação”, finaliza Aline.

O Fórum Sim à Igualdade racial acontece sábado, 10 de outubro, a partir das 10h. O evento é online e gratuito e, além de programação com vagas de empregos e palestras, conta com uma premiação que reconhece as principais iniciativas de promoção à igualdade racial. A premiação será apresentada pelas cantoras Ludmilla e Lelê. E terá atrações musicais como IZA, Margareth Menezes e Mart’nália. Mais informações sobre o fórum e sobre o prêmio você encontra acessando o site do ID_BR.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: