Expedição na Amazônia é destaque neste disputado programa de voluntariado

A força do propósito tem transformado a maneira como os funcionários encaram o trabalho na Alcon

São Paulo – O interesse do brasileiro em entender o que significa propósito de vida mais do que triplicou na última década, segundo dados do Google Trends. Igualmente triplicada em relação à média é a disposição de um funcionário de permanecer numa empresa que tenha um claro propósito, de acordo com pesquisa da consultoria EY.

Com menos de um ano de existência, o Programa de Voluntariado da Alcon, empresa recém-separada do Grupo Novartis, vem mostrando a influência do propósito no clima e na satisfação dos funcionários.

A empresa que oferece produtos para tratamento de doenças como catarata, problemas na retina e erros de refração já apoiava projetos sociais mas decidiu aproximar seus funcionários das ações. Estruturou um programa de voluntariado para ações assistenciais, incluindo expedições humanitárias de realização de cirurgias oculares e atendimento oftalmológico na Amazônia e Rondônia.

Tem fila de espera para participar. “Serão 70 voluntários enviados aos mutirões. Mas temos 150 funcionários inscritos. As pessoas voltam transformadas porque veem o propósito da empresa, que o de ajudar as pessoas a enxergarem melhor. Eles testemunham a mudança que faz na vida das pessoas”, diz Tatiana Vailati, diretora de RH da empresa, que emprega 400 pessoas no Brasil.

Um dos efeitos positivos do programa é holístico, o voluntário vê o médico usando o produto e tem chance de entender a cadeia de produção: da fábrica até o paciente.

Funcionários que antes só participavam de uma parte do processo começaram a perceber como sua atividade é importante para o resultado final de melhorar a visão de um ser humano. “Por isso a gente investe tanto nesse programa, as pessoas sentem o quanto seu trabalho é importante”, diz a diretora de RH.

Da história de um casal ribeirinho que voltou a se enxergar após anos de penumbra à felicidade pela possibilidade de costurar, passando pela satisfação de ver que o neto é parecido com o filho. As histórias testemunhadas pelos funcionários voluntários nos mutirões de cirurgia são comoventes a ponto de os relatos aumentarem o engajamento até quem não participou do mutirão. 

“Acompanhei de perto as dificuldades e realidade de muitos e pude cooperar com a transformação na vida dessas pessoas”, diz Welder Lemes, que trabalha no Centro de Distribuição de Goiás e esteve no Mutirão de cirurgia de cataratas realizado na Aldeia Cartucho, no município de Santa Isabel do Rio Negro (AM), em abril do ano passado. Ele fez um diário de bordo sobre a expedição que você confere no fim deste texto.

Na mais recente pesquisa de clima, a principal razão de orgulho de trabalhar na Alcon foi justamente o propósito.  “As pessoas sentem que servem a um propósito nobre e o programa de voluntariado é citado tanto pelos funcionários que foram aos mutirões quanto pelos que não foram”, diz Tatiana.

Aos voluntários, é sempre solicitado que dividam com seus colegas como foi a experiência. “Foi uma experiência ímpar participar dessa expedição, eu não tinha noção do quanto é gratificante e o quanto podemos mudar a vida das pessoas”, contou Cristiano Soares, que trabalha no Centro de Distribuição da Alcon em Barueri (SP) e que esteve na ação de Oftalmologia Humanitária do Instituto da Visão em Rondônia, em julho do ano passado.

O projeto é apoiado pela Alcon há alguns anos e, em 2019, realizou mais de 100 cirurgias de catarata na cidade de Ariquemes (RO), onde o acesso a tratamento oftalmológico é restrito.

Além dessas ações, a empresa também contribui com a Fundação Dorina Nowill para Cegos. No ano passado 40, funcionários participaram de mutirão presencial para registros e doação de notas fiscais à instituição. A mobilização fez parte de uma ação global da Alcon, o Alcon in Action, quando  funcionários tiram um dia para se dedicarem a trabalhos voluntários.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: