Sem exigir inglês, Bayer prioriza estas 3 atitudes em candidatos

Confira o perfil comportamental mais desejado pela Bayer e que será medido em seleção totalmente virtual para programa de estágio

Capacidade de adaptação, colaboração e agilidade aprendizagem são os comportamentos mais valorizados pela equipe de recrutadores da Bayer em jovens candidatos a estágio. O programa dura dois anos e oferece bolsa-auxílio de 1.700 reais.

Nesta edição, a multinacional abriu 150 vagas e informa que os conhecimentos de inglês são medidos em testes, mas os resultados não influenciam na classificação para a maioria das oportunidades.

As oportunidades são para os estados de Bahia, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso e Paraná e as inscrições podem ser feitas até o dia 21 de setembro pelo site da Cia. de Talentos.

Em nome da diversidade, também não há restrições de cursos: podem se candidatar estudantes de nível superior nas áreas de humanas, exatas e biológicas e também alunos do ensino técnico. Para as posições técnicas, as vagas são para Camaçari, na Bahia.

“Buscamos construir times diversos abrindo espaço para um ambiente cada vez mais plural, inovador e sustentável. O perfil do estagiário Bayer será traçado nos valores da companhia e competências fundamentais para as novas formas de trabalhar”, diz  Patricia Leung, líder de relacionamento com universidades & onboarding na Bayer no Brasil.

Quem demonstra mentalidade inovadora e compromisso com valores de sustentabilidade se destaca na seleção que está sendo feita de forma totalmente virtual.

Serão feitos diferentes tipos de avaliações e os formatos da seleção podem variar a depender das posições e cursos dos estudantes. Os testes de aderência à cultura da empresa são a primeira etapa e valem para todas as vagas. Em seguida, alguns dos estudantes terão o teste de inglês (usado como critério de avaliação para apenas algumas posições, segundo Patrícia). Dinâmicas de grupo, painel de negócios e entrevistas também estão previstas, e os candidatos não precisam sair de casa para participar.

Segundo a Bayer, relações e formatos de trabalho estão sendo repensados por conta da pandemia. Os funcionários foram incentivados a fazer home office desde 16 março, segundo a empresa. “Desde o ano passado, temos uma política clara de trabalho remoto. Isso facilitou o processo de adaptação das equipes durante o período de pandemia”, diz Patricia Leung.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ S/A? Clique aqui e assine VOCÊ S/A.

Gosta da VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: