2021 já está aí: como e por que planejar sua carreira

Faltam só sete semanas para o final do ano e começar a refletir sobre quais são as suas prioridades no ano que vem é essencial

Não quero te apressar, mas faltam apenas sete semanas para o fim de 2020, esse ano totalmente atípico e desafiador para todos nós em todos os sentidos. Acredito que esse finalzinho de ano seja sempre um bom momento para fazermos um balanço de tudo o que aconteceu no período, analisando o que foi bom, identificando o que poderia ter sido melhor e refletindo a respeito dos principais aprendizados. Também é a hora de planejar o ano seguinte.

Quando pensamos em carreira, uma máxima é sempre correta: “ninguém vai ser o responsável pela nossa trajetória, além de nós mesmos”. Com raríssimas e questionáveis exceções, em geral, uma carreira sólida é fruto de bastante esforço e planejamento e não uma simples obra do acaso. É claro que existem situações de um pouco de sorte, de estar no lugar certo no momento exato. Mas, ainda assim, pode ser muito frustrante se a oportunidade ideal aparecer sem que você esteja minimamente preparado para ela. De uma forma geral, quem programa os próximos passos de sua própria jornada costuma chegar ao objetivo com mais realização e estabilidade.

1. Avalie seu atual momento com sinceridade

Nesse ponto, sugiro que você se faça alguns questionamentos. Quais são os próximos degraus que você gostaria de subir na sua carreira? Na prática, pensando em qualificações e ajustes no comportamento, o que precisa fazer para se fixar em cada um deles? Caso esteja trabalhando, na atual empresa em que está, é possível trilhar esse caminho? Na sua empresa atual (se estiver trabalhando) esses passos são possíveis? Pensando no cargo máximo que você deseja alcançar, qual melhoria no seu perfil você pode começar agora? Por exemplo, se no futuro você for precisar de fluência no idioma inglês, é importante não demorar para se matricular em algum curso ou colocar na agenda aulas por aplicativos/sites.

2. Dedique um tempo para planejar o ano de 2021

Eu sempre acho mais útil fazer o planejamento do ano seguinte, depois de ter recordado o que aconteceu no ano que está terminando. Minha sugestão é que, em uma folha de papel ou no computador, você abra três espaços para preenchimento com os seguintes títulos: “pontos positivos de 2020”; “pontos negativos de 2020”; e “o que eu quero para 2021”. Preencha as colunas sem censura ou pensar muito, com palavras aleatórias que venham primeiro à mente. Isso ajuda o cérebro a processar a informação. Depois, organize as ideias de 2020.

É normal que surjam palavras muito negativas ou pesadas com relação a esse período, que não está sendo um ano fácil. Mas quando for falar de futuro foque no que for te fazer feliz. Aliás, com relação a organização de ideias para 2021, estruture mensagens claras e objetivas, como por exemplo: “eu quero ser promovido para um cargo que eu tenha gestão de pessoas”; ou “eu quero migrar para o segmento X”. Então, pense em tudo o que precisa fazer para alcançar esses objetivos.

3. Agende uma conversa com o seu gestor direto

A expectativa dos profissionais é que as reuniões de feedbacks aconteçam de forma estruturadas e periódicas. Realmente, essa é a prática correta. Mas, às vezes, pela correria do dia a dia ou mesmo falta de planejamento do líder, esse bate-papo acaba não acontecendo. Mas isso não quer dizer que você não possa tomar a iniciativa com relação à conversa.

Escolha um momento propício e procure entender como o seu desempenho tem sido visto. O que foi bom? O que deve ser melhorado? Caso surja uma oportunidade, compartilhe as suas dúvidas e aflições, além dos seus planos de crescimento dentro da organização. Entenda as possibilidades e os caminhos de crescimento. Essa conversa, certamente, vai te ajudar a entender se está trabalhando no lugar certo ou se o melhor é começar a procurar outra oportunidade.

4. Se você é responsável por uma equipe, agende uma conversa com seu time

Já parou para pensar o quanto você está de fato desenvolvendo os profissionais do seu time? Quando foi a última vez que você teve uma conversa individual com cada membro do grupo? Ainda que a empresa não tenha um sistema formal de avaliação, abra espaço, pelo menos uma vez por ano, para entender se as pessoas estão felizes, se tem algo que as incomoda, quais são os planos delas para o próximo ano, de que forma você pode contribuir para facilitar essa trajetória. Aproveite a oportunidade para pontuar o que tem observado de bom no comportamento e no perfil do profissional.

Com gentileza e exemplos, pontue também o que precisa ser melhorado. É nossa obrigação, como gestor, falar a verdade para a equipe, ter conversas difíceis e necessárias. Só assim as pessoas terão mais oportunidade de evoluir. E claro, é importante celebrar cada conquista, comemorar o término do ano mesmo que ele tenha sido muito difícil. Em algum momento, algo de bom deve ter acontecido. Junte os caquinhos e siga adiante com seu time

5. Avalie com sinceridade os feedbacks que receber

Prepare-se para ouvir feedbacks ruins também. Todo mundo fala – da boca para fora – que gosta de receber feedback. Mas, na prática, vejo que nem sempre as pessoas estão preparadas para isso. Existem, inclusive, pessoas que encaram o feedback como uma ofensa pessoal. Enxergar defeitos em nós mesmos é dolorido, mas é o primeiro passo para uma evolução. Lembre-se de que o perfil comportamental influencia muito no sucesso de um profissional dentro de uma organização. Quanto mais elevada é a senioridade do cargo, essa afirmação é ainda mais verdadeira.

Os empregadores estão cada vez mais de olho na disciplina, na adaptabilidade e no foco dos profissionais, entre tantas outras características. E, um ponto importante:  a valorização das habilidades comportamentais podem variar de acordo com a cultura da empresa.

O lado pessoal

Do ponto de vista pessoal, acho super válido também fazer esse planejamento de 2021. Quais são as suas metas? Lembre-se do mantra “corpo são, mente sã”. E isso influencia na sua produtividade. Aproveite que fomos obrigados a sair do modo automático e conecte-se mais com a sua essência. Faça planos! Caso esteja precisando de inspiração, compartilho aqui duas frases que li um dia desses: “O segredo da existência não consiste somente em viver, mas em saber para que se vive”, de Dostoiévski; e “Aqueles que sonham acordados têm consciência de mil coisas que escapam aos que sonham somente adormecidos”, de Edgar Allan Poe.

E aí? Vamos ao planejamento? 2021 vem aí! Faço votos que seja um ano incrível para todos!

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

 (Divulgação/VOCÊ S/A)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.