Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

O que é a “síndrome do boreout”?

Diferente do burnout, que é quando você tem excesso de estresse e trabalho, o boreout é quando você se sente desmotivado porque não tem trabalho para fazer.

Por Juliana Américo Atualizado em 18 dez 2020, 10h31 - Publicado em 6 dez 2020, 05h00

Lembra quando o governo proibiu o uso de superpoderes? Beto Pêra (conhecido também como Sr. Incrível, na animação da Pixar) se viu obrigado a trabalhar em uma corretora de seguros. Ele saía de casa desanimado, passava o expediente esperando a hora de ir embora e terminava o dia com o sentimento de estar desperdiçando a sua vida.

O Sr. Incrível estava sofrendo da síndrome do boreout. O famoso burnout, que deu origem a essa variante da qual o Sr. Incrível sofria, tem a ver com estresse por excesso de trabalho. O boreout é em grande parte a desmotivação por falta de trabalho. Parece um sonho não ter uma lista de tarefas, né? Mas quando você tem poucas funções ou elas estão abaixo da sua qualificação, tende a virar um zumbi.

A situação é mais séria do que um simples momento de tédio. Pode evoluir para ansiedade ou depressão. O transtorno deixa qualquer um mais propenso a erros bobos, o que queima você na empresa, retroalimentando a espiral destrutiva. E, dependendo da função, o profissional corre mais risco de sofrer um acidente de trabalho.

Um jeito de voltar à tona é pedir para a chefia rever as suas funções. Se não der certo, o jeito é encontrar atividades estimulantes fora do horário de trabalho – igual o Sr. Incrível, que combatia o crime depois do expediente.

Continua após a publicidade
Publicidade